Cidadeverde.com

Documentário - Editora Azougue

Distante do grande mercado do livro e de suas convencionalidades editoriais, uma movimentação pelas beiradas vem chamando a atenção. Nesse movimento de borda a editora Azougue vem se destacando a mais de uma década, publicando livros importantes que atendem ao universo underground, marginal e alternativo ligado a literatura, o cinema e a cultura brasileira.

Encabeçada pelo editor, poeta e ativista cultural Sérgio Cohn, a editora surgiu a partir de suas experiências com a revista que também se chamava Azougue, e que ele editou durante os anos de 1990. Assim, no ano de 2001 saiu a primeira leva de livros da então, novissima editora Azougue. Foram os 4 livros de  poesia da coleção “Flor Azul”. De lá pra cá, não se conta mais a infinidade de títulos publicados e a importância de muitos deles para o cenário literário que se afirma fora do cânone estabelecido.

Como livros expressivos, podemos citar: “Nuvem Cigana: poesia e delírio no Rio dos anos 70” e “Os Dentes da Memória: Pica, Willer, Franceschi, Bicelli e uma trajetória paulista de poesia”. Ou mesmo, dois grandes empreendimentos de pesquisa e curadoria que são: “Revista de Invenção: 100 revistas de cultura do modernismo ao século XXI” e a caixa “Poesia.br”, que contem 10 livros, compondo uma antologia da poesia brasileira que vai dos cantos ameríndios (pré Cabral) até os anos 2000. Além de várias traduções e publicações dos escritores norte americanos da Geração Beat, tal como "Azougue Especial Poesia Beat".

Isso, sem falar da excelente coleção “Encontros”, ação inédita no campo editorial brasileiro. A coleção consiste em livros dossiês, cada volume é uma compilação de entrevistas dadas pelo autor ao longo de sua vida ou conjunto de entrevistas de autores/artistas que compõe um movimento cultutal. A “Encontros” já tem mais de 30 livros publicados, que vão desde Carlos Drumond de Andrade, passando por Roberto Piva, Manoel de Barros, Hélio Oiticica, Ailton Krenak, Gilberto Freyre e os movimentos culturais, Tropicália e Geração Beat.

A Azougue é dessas editoras recheadas de preciosidades e que precisam ser conhecidas. Na primeira edição da revista Acrobata fizemos (Demetrios e Thiago E) uma longa entrevista com o Sérgio e conversamos sobre diversos aspectos do seu percurso como editor, escritor e ativista cultural e que pode ser consultado aqui.

Recentemente foi feito um documentário sobre a editora Azougue, dirigido pelo Luiz Rosemberg Filho. O vídeo é um documento pulsante sobre a editora, o seu editor e o modo azougue de pensar e fazer livros. O documentário está disponível na integra e pode ser visto aqui mesmo.

 

 

click aqui e conheça o catálogo da editora Azougue