Cidadeverde.com

Adri Aleixo - Poemas

 

Adri Aleixo é Poeta e Professora de Literatura. 
Participa das antologias Escriptonita, 30 anos do Psiu Poético e Sobre Lagartas e Borboletas. Possui textos publicados em sites e revistas de todo país como Suplemento Literário de Minas Gerais,  Caderno Pensar do Jornal Estado de Minas, Germina, Mallarmargens, Zona da Palavra, O Relevo, Verso Aberto, Blocos online entre outros. Publicou dois livros de poesia pela editora Patuá: Des.caminhos(2014) e Pés(2016).

 


À beira


Eu sei de muitas coisas
todas elas muito rasas
uma canção
alguma ou outra poesia

Certas coisas
são como certos beijos
que terminamos
com palavras amenas
explicativas

Como as notícias
intercaladas no jornal:
Viagem
Catástrofes
Astrologia

Tenho preferido não saber
da palavra o corte
do corpo
a teoria

 

 

Cumeeira


Para cessar
o peso 
do dia
poderás ir ao
telhado
lá, há um
precipitar de chuva e pulo
uma vista para o descampado
é lá onde secam as palavras
e coragem é uma espécie de ruindade
lá duas águas se encontram

 


O gato de Orides


Desliza na languidez do movimento
esgueira-se sucinto
entre susto e forma
É todo enigma

Entre orelhas e bigodes
protagoniza a descarnada
palavra
É todo referente

Descamba o dentro e o fora
o para sempre filosófico
o estranho céu dentro de si

Ei-lo novamente rarefeito.

 

***

La petite mort
Eu guardo notas de supermercado 
que nunca vou conferir
Sobras de leite que nunca vou usar
num bolo, coalhada

É que tenho coleção de coisas
Improváveis
Bilhetes daquela viagem
que não fizemos
Cartões impressos de lugares
que não visitamos

Nome de plantas que só eu conheço
Dialetos de ilhas pequenas
perdidas num atlas

Estas histórias que não publiquei
são meus melhores poemas
Estes segundos em que você se calou
são as mais lindas frases de amor