Cidadeverde.com

Deputado Átila Lira diz que não esperava expulsão: “autoritária”

O PSB nacional decidiu ontem pela expulsão do deputado Átila Lira. O parlamentar piauiense foi acusado de infidelidade partidária. Ele votou a favor da reforma da Previdência, quando a orientação da legenda era votar contra. 

Átila afirma que  apesar da reação do partido, ele não esperava ser expulso. O deputado classificou a decisão como autoritária. “Acreditava que teria uma censura, mas não esperava por uma expulsão como foi feito. É uma decisão autoritária. A minha defesa era convincente”, afirmou.

O partido realizou o julgamento no Conselho de Ética com transmissão ao vivo pelas redes sociais. Além de Átila, mais nove deputados também foram acusados de infidelidade partidária por votarem a favor da reforma da Previdência.

“Eu votei com aminha consciência. O país precisa de reformas. Esse é o entendimento dos parlamentares do país. Precisa da reforma da Previdência, da Tributária. Isso é importante para que o país possa crescer novamente”, afirmou.

O deputado do Piauí já conversa com outras legendas como o Democratas. Porém, ele afirma que primeiro vai analisar se cabe recurso à decisão do PSB nacional.