Cidadeverde.com

PSL dividido corre o risco de perder vereadores em Teresina

Fotos: Roberta Aline/Cidadeverde.com

O clima no PSL de Teresina é de acirramento. As disputas se intensificaram após o presidente estadual da sigla, vereador Luís André, exigir fidelidade dos vereadores do partido ao projeto de candidatura própria da legenda a prefeito de Teresina.

Entre algumas medidas, Luís André quer que o vereador e secretário da Economia Solidária, Ricardo Bandeira, deixe o cargo em dezembro e retorne à Câmara de Teresina. Com a medida, sai a suplente Teresinha Medeiros, que é crítica da ideia da candidatura própria. Ela quer seguir na base do prefeito.

O problema é que o próprio presidente da sigla também é da base do prefeito. O filho do vereador Ricardo Bandeira, Sérgio Bandeira, reagiu a determinação para que o pai entregue o cargo na prefeitura.

Segundo Sérgio, o próprio André Luís também tem cargo na administração municipal e deveria primeiro entregar seus cargos. O clima no partido é de divisão. Nos bastidores a informação é que Ricardo Bandeira e Teresinha Medeiros podem deixar a sigla.