Cidadeverde.com

Visando 2022, senadores avaliam possibilidade de licença nas eleições municipais

Foto:Arquivo/CidadeVerde.com

Não seria apenas o presidente nacional do Progressistas, senador Ciro Nogueira, que avalia a possibilidade de retirar licença do Senado, em 2020, para se dedicar às eleições municipais. Segundo informações de emedebistas, o senador Marcelo Castro, que preside a sigla no estado, também avaliaria a possibilidade de se licenciar da Casa no próximo ano.

Assim como Ciro, o nome de Marcelo Castro é cotado como possível candidato a governador do Piauí em 2022. A licença já em 2020 seria uma estratégia de fortalecimento do partido com a eleição do máximo de prefeitos possíveis. 

Os interessados no pleito de 2022 avaliam que para se sair vitorioso na disputa pelo Palácio de Karnak é preciso ter um número significativo de prefeitos. Nos bastidores, Marcelo é visto como um dos únicos nomes que os petistas do Piauí aceitariam apoiar para governador de fora do partido.  

Com alicença de Marcelo, o ex-prefeito Zé Hamilton assumiria a vaga de primeiro suplente. A petista Rosário Bezerra é a segunda suplente do senador do MDB.