Cidadeverde.com

Previdência, Educação e Saúde ficam com maior parte do Orçamento de 2020

Foto:RobertaALine/CidadeVerde.com
O Governo do Estado encaminhou à Assembleia Legislativa do Estado a proposta orçamentária de 2020. Pelo o texto entregue à Casa, a receita do Estado para o exercício financeiro de 2020 possui estimadtiva de R$ 16.029.361.793, que após dedução das contribuições do Estado ao FUNDEB e transferências constitucionais aos municípios resulta em R$ 13.105.795.307.
 
Entre as secretarias estaduais, Administração e Previdência, Educação e Saúde receberão as maiores fatias do bolo orçamentário estadual. De acordo com o texto, o orçamento previsto para a Secretaria de Administração e Previdência é de 2. 960.295.934. A pasta da Educação vem em seguida com 2.737.426.744.  A Educação conta com recursos da operação de crédito realizada com os precatórios do Fundef estimada em R$ 1,6 bilhões. 
 
Na área da Saúde, o orçamento previsto para o ano de 2020 é de R$ 1.394.387.976. Já a Segurança Pública, terá um orçamento de R$ 419. 171.902. Do orçamento total de R$ 13 bilhões, o Executivo fica com mais de R$ 11 bilhões. O restante é distribuído entre os demais Poderes.
 
O Tribunal de Justiça terá orçamento de R$ 646.280.867,00
            
I - Corregedoria Geral da Justiça   R$  4.708.680,00  
a)Fundo Especial de Reaparelhamento e Modernização do Poder Judiciário do Estado do Piauí    R$   9.099.439,00
b)Escola Judiciária do Estado do Piauí   R$   2.568.000,00
c) Vice Corregedoria Geral de Justiça     R$            850.000,00 
II - a despesa fixada para o Ministério Público está desdobrada conforme segue:
a) Procuradoria Geral da Justiça          R$  217.808.897,00
b) Fundo Especial do Ministério Público  R$     2.800.000,00
c) Fundo Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor R$   1.000.000,00
III - A despesa fixada para a Defensoria Pública está desdobrada conforme tabela abaixo:
a) Defensoria Pública do Estado  R$  88.083.393,00
b) Fundo de Modernização e Aparelhamento da Defensoria Pública R$  958.200,00
 
Para a Assembleia Legislativa do Estado, o orçamento previsto é de  R$   370.659.534,00. O  Tribunal de Contas do Estado  tem previsão orçamentária de  R$   127.995.010,00. O Fundo de Modernização do Tribunal de Contas receberá R$ 2.000.974,00  .
 
O secretário de  Planejamento, Antônio Neto, afirma que a divisão do bolo orçamentário será discutida pelos deputados com os poderes e sociedade civil. 
 
"O projeto de Lei Orçamentária é entregue junto ao PPA. Ela também traz a mesma lógica de planejamento por resultados. Cada ação do orçamento será avaliada para que o planejamento seja entregue. O valor do orçamento de 2020, a receita estimada de R$ 16 bilhões. Quando se retira as partes das deduções obrigatórias como transferência para os municípios para a complementação do Fundef, fica R$ 13 bilhões de valor líquido”, explica o secretário. 
 
A Assembleia irá realizar audiência pública com a partidipção dos demais poderes. A previsão de aprovação do texto final é até o dia 20 de dezembro. Os deputados só poderão entrar de recesso após a aprovação do roçamento.