Cidadeverde.com

Vereadores deixam secretarias e suplentes perdem vagas na Câmara

Foto: RobertaAline/CidadeVerde.com

Os ocupantes de cargos no Executivo, que desejam concorrer a vaga de vereador na eleição de 2020, têm até o dia 04 de abril para deixarem os cargos. A data é estabelecida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que mantém até o momento, o calendário oficial.

Mesmo com a pandemia do coronavírus e o pedido de alguns políticos para o cancelamento das eleições 2020, nada mudou até o momento. Sem alterações, os partidos e candidatos devem seguir atentos as datas previstas no calendário eleitoral.

Isso provocará mudanças na administração do prefeito Firmino Filho (PSDB). Os vereadores que se licenciaram da Câmara de Teresina para serem secretários, terão que fazer o caminho de volta. Se quiserem concorrer à reeleição, eles devem retornar ao Legislativo municipal até o dia 04 abril. Porém,o vereador Zé Filho deve voltar para Câmara dia 01 de abril. Os demais retornam dia 02. 

Estão na lista Venâncio Cardoso (PSDB), que comanda a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Caio Bucar (Republicanos) à frente da comando da Empresa Teresinense de Serviços Urbanos (ETURB), Samuel Silveira  deixará a Semcaspi e Evandro Hidd a SDU/Sudeste.  E o vereador Zé Filho deixará a pasta da Juventude. O vereador Ricardo Bandeira segue na Secretaria de Economia Solidária já que não concorrerá à reeleição.

Perdem as cadeiras na Casa os suplentes Pedro Fernandes, R. Silva, Inácio Carvalho, Nilson Cavalcante e Stanley Freire.

Na administração do prefeito Firmino Filho, não são só os vereadores que deixarão as secretarias. Alguns gestores irão buscar a oportunidade de um primeiro mandato no parlamento e precisam deixar as pastas que comandam.

É o caso de Sheyvan Lima (Solidariedade) à frente da Fundação Wall Ferraz, Paulo  Dantas (PSDB) no IPMT, Paulo Lopes (PSDB) na SDU/Sul e Eduardo Aguiar da Prodater.