Cidadeverde.com

Marcelo diz que prorrogação de mandatos une os três senadores do Piauí

Foto: Montaem/CidadeVerde.com

A proposta é polêmica, mas une os senadores do Piauí. Pelo menos é o que diz o senador Marcelo Castro (MDB). Segundo ele, se a Proposta de Emenda à Constituição (PEC)  do senador Elmano Férrer (Podemos), que defende a coincidência das eleições e a prorrogação dos mandatos até 2022, entrar em votação, os três senadores do Piauí votarão a favor.

Marcelo Castro afirma que os três parlamentares do estado defendem a coincidência dos pleitos como forma de fortalecer os partidos. O senador do MDB é autor de outra PEC, que garante ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o poder de decidir a data em será realizado o pleito municipal de 2020, garantindo a unificação das eleições. 

‘Posso dizer para todos, em especial aos prefeitos, que se a emenda do nosso colega Elmano Férrer for à votação, terá meu apoio. E evidentemente, que a minha emenda ficará como uma segunda alternativa, caso a emenda do Elmano não for aprovada. Se a emenda dele for aprovada, a minha perde o objeto. Se não for aprovada, iremos trabalhar para aprovar a minha emenda em que coincidiremos as eleições em 2026. Posso dizer que se a do Elmano entrar em votação, ele, Ciro e eu, votaremos a favor”, garante. 

Marcelo afirma que eleições de dois em dois anos é um prejuízo para o país. ‘Ninguém pode dizer quando vai terminar essa pandemia. Achei por bem conceder esse prazo, essa elasticidade. Minha emenda visa coincidir  as eleições. É uma luta que tenho desde sempre no Congresso. Acho que é um prejuízo fazer eleições de dois em dois anos porque fragmenta os partidos, tornando os partidos menos programáticos. Hoje o financiamento das campanhas é público. Então é muito mais prático e lógico, já que os recursos são sempre rasos, fazer uma eleição só ao invés de fazer duas que só faz enfraquecer os partidos’, afirmou.