Cidadeverde.com

Novo defende protocolo de reabertura, mas condena atos de violência

Foto: RobertaAline/CidadeVerde.com

O deputado Fábio Novo (PT), pré-candidato a prefeito de Teresina, avalia que a prefeitura de Teresina demora em apresentar um protocolo de flexibilização das atividades econômicas na capital. Porém, ele condena a manifestação realizada em frente à casa do prefeito Firmino Filho (PSDB). 

Segundo Novo, falta uma ação também do Governo Federal que deverei ajudar as pequenas empresas diante da crise.  

“Já era tempo de ter sinalizado com protocolos e de como se daria a flexibilização. Faltou agilidade, também, do Governo Federal em conceder no momento certo um pacote de ajude para as empresas. Faz mais de 2 meses que não chega o auxílio para as empresas. A sociedade precisa cobrar com mais força isso do Governo Federal. Europa e Estados Unidos fizeram isso. Na pós-pandemia, o grande desafio será uma política de geração de emprego e renda< afirma.

Fábio Novo classifica o protesto de ontem de fascista. Segundo ele, foi um estímulo a violência. 

“O protesto perdeu o sentido quando pessoas partiram para xingamentos, levantaram suspeita sobre a opção sexual do prefeito. Eram fascistas estimulando a violência. Com direito ao hino do Brasil, aglomerados, alguns sem máscaras. No mesmo dia que o Piauí amargava o recorde de quase 400 novos casos de covid-19 e 12 mortes. Toda aquela energia deveria ser usada para cobrar do Governo Federal a ajuda para as pequenas e médias empresas que nunca saiu”, disse.