Cidadeverde.com

Governador faz alerta após restrições: “estamos no limite da falta de médicos”

Foto: RobertaAline/CidadeVerde.com

O governador Wellington Dias (PT) afirma que o Piauí  está perto do limite da falta de médicos, diante da crescente demanda provocada pela  pandemia do coronavírus.  Segundo ele, essa é uma das justificativas para que o estado adotasse medidas restritivas de circulação neste final de semana. 

Na terça-feira (23), encerram as inscrições para seletivo da Secretaria Estadual de Saúde que abre vagas para a contratação de profissionais da área da saúde. “Ficamos no risco porque estamos no limite da falta de médicos, e também, de fornecimento de medicamentos e há a necessidade de não perder o controle. Não é um lockdown, mas são medidas mais restritivas, evitando o movimento de um município para outro”, disse. 

O aumento dos casos de coronavírus no interior do estado é uma preocupação das autoridades de saúde do Piauí. Grandes cidades, como Parnaíba, apresentam um crescimento elevado. A cidade apresenta 1.790 casos confirmados e 40 óbitos. 

“Em Parnaíba, houve uma explosão de casos, com mais do que o dobro da mortalidade do Piauí. Cada um precisa, com muita responsabilidade, fazer a sua parte”, afirmou. 

Wellington Dias afirma que as medidas têm como finalidade reduzir o índice de transmissibilidade no Estado. 

“Tomei a decisão de adotar medidas de restrição neste sábado e domingo para garantir que tenhamos uma redução no número de serviços em funcionamento, como já fizemos em outros momentos, para cortar o elevado índice de transmissibilidade. Sejamos sinceros,  há pessoas desobedecendo e isso fez aumentar a transmissibilidade. O isolamento é que vai nos possibilitar vencer o coronavírus sem perder o controle”, finalizou.