Cidadeverde.com

PT e Progressistas se preparam para disputas acirradas no interior do estado

Foto: RobertaAline/CidadeVerde.com
O cenário de disputas acirradas entre PT e Progressistas deve se repetir nas eleições municipais deste ano. Os dois partidos baterão de frente em cidades como Teresina, Parnaíba, Picos, Esperantina, Campo Maior entre outras. 
 
Porém, o presidente estadual do Progressistas, deputado Júlio Arcoverde, afirma que as duas legendas precisam de maturidade política para a disputa. Ele nega que o partido tenha interesse de romper com o governador Wellington Dias (PT) no momento. 
 
“Existe maturidade. Na eleição passada apostavam nesse acirramento, nesse rompimento. Vamos ter  municípios com um embate maior e outros com  embates menores. Mas temos que ter esse amadurecimento político dessa questão municipal”, destacou Júlio.  
 
O Progressistas aguardar uma definição do Congresso Nacional sobre a data de realização do pleito. O partido defendia a coincidência de mandatos, mas a tese perdeu força e a Câmara Federal deve seguir o Senado e aprovar o adiamento para o dia 15 de novembro. 
 
Nós somos a favor da coincidência de mandatos, no momento que o país passa, perdemos muitas vidas. Esse dinheiro que vai ser gasto na eleição podia ser gasto em fazer equipamentos e hospitais que pudessem ficar como patrimônio dos municípios. Mas  o entendimento do TSE e de grande parte da Câmara Federal e do Senado é que não possa haver coincidência de mandato. Acreditamos que em outubro ou novembro não haverá diferença com relação aos protocolos de segurança exigidos. Mas o Senado já aprovou para o dia 15 de novembro e  29 de dezembro. E a Câmara parece que já chega a esse entendimento”, afirmou.