Cidadeverde.com

Juiz indefere registro do PCO e Lourdes Melo pode ficar de fora da eleição

Foto: RobertaAline/CidadeVerde.com

De acordo com decisão do juiz da 1º zona eleitoral do Piauí, Thiago Brandão de Almeida, fica mantida decisão que indeferiu o pedido do partido da causa Operária (PCO) para participar das eleições de 2020, em Teresina. Com essa decisão, a candidata do partido a prefeita da capital, Lourdes Melo, deverá ter o registro da candidatura negado pela Justiça Eleitoral.

Segundo a sentença do juiz, O PCO apresentou documento com informações vagas sobre a convenção da legenda. Além disse, o documento tem data de  29 de setembro,  16 dias após a realização da convenção da sigla.  

O PCO afirma que a convenção partidária seguiu o que determina a legislação eleitoral. Lourdes Melo afirma que o partido já recorreu ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE). 

“Não existe nenhuma pendência. As exigências foram cumpridas. Mas sabemos como é juiz. Não sabemos qual o pensamento dele. São pressões. Não é a primeira vez. Lamentamos e já recorrermos. É um eleição desigual”, afirma. 

O prazo do julgamento dos pedidos de candidaturas vai até o dia 26 de outubro.