Cidadeverde.com

Veja nomes da equipe de transição da administração de Dr. Pessoa

Foto: RobertaAline/CidadeVerde.com

Veja a lista atualizada da equipe de transição:

Larissa Mendes – Diretora-geral da Assembleia Legislativa do Estado
João Henrique Sousa – ex-ministro e coordenador da campanha de Dr. Pessoa
Alípio Sousa – professor da Universidade Estadual do Piauí
João Pessoa – advogado e filho de Dr. Pessoa
Admilson Lustosa – ex-secretário municipal de finanças
Gilberto Albuquerque – diretor do HGV
Julio Rodrigues – ex-diretor do DER
Robert Rios – vice-prefeito eleito
Eliana Lago – Professora da UFPI do curso de Assistência Social
Adolfo Nunes – ex-deputado

 

Atualizada às 13h20

A equipe de transição de Dr. Pessoa (MDB) já foi montada. A coluna teve acesso aos nomes que comandarão a transição.

Entre os membros da equipe estão a diretora-geral da Assembleia Legislativa do Piauí, Larissa Mendes. Ela foi indicada pelo presidente da Casa, deputado Themístocles Filho (MDB). O coordenador da campanha de Dr. Pessoa, João Henrique Sousa, também integra a equipe de transição.

O vice Robert Rios e o presidente do PRTB, coronel Nixon Frota, também participarão. O presidente da Câmara de Teresina, vereador Jeová Alencar, indicou o professor Alípio que é da Universidade Estadual do Piauí. 

O filho de Dr. Pessoa, João Pessoa, também fará parte da equipe. O auditor da fazenda, que já foi secretário de Finanças, Admilso Lustosa, e o advogado Alano Dourado, que comandou a assessoria jurídica da campanha e foi secretário estadual de Educação, integram o grupo. 

A equipe de transição terá a primeira reunião ainda hoje. O ex-ministro João Henrique Sousa ligará para o prefeito Firmino Filho (PSDB) para marcar o início da transição. 

A prefeitura aguarda receber oficialmente os nomes da equipe de transição de Dr. Pessoa para iniciar a transição.  Na equipe da prefeitura estarão nomes  como o secretário de Finanças, Francisco Canindé, o secretário de Governo, Fernando Said e o secretário de Administração,  Raimundo Nonato Rodrigues.

A prefeitura informa que deixa R$ 1 bilhão em investimentos para que o próximo prefeito possa aplicar em obras. Os  recursos são de emendas, da União, do Governo Federal e assinatura de crédito. Eles afirmam que deixam os salários em dia e as contas equilibradas.