Cidadeverde.com

Aliados avaliam que Margarete deve deixar o Progressistas e seguir para partido da base

Foto: Arquivo/CidadeVerde.com

Repercutiu intensamente no meio político a declaração da deputada Margareth Coelho que continuará na base do governador Wellington Dias (PT) , e que Sádia Castro, sua irmã, segue no comando da Secretaria de Meio Ambiente. Deputados ouvidos pela coluna interpetram a afirmação da deputada como o anúncio de sua decisão de deixar o Progressistas, partido comandado pelo senador Ciro Nogueira, e buscar espaço em uma das legendas governistas, já que o governador decidiu que só fica na base quem integrar o “time”, formado pelos partidos aliados.

Agindo assim, a deputada Margarete Coelho se juntará aos seus correligionários Hélio Isaías, Wilson Brandão e Firmino Paulo, que já firmaram esse compromisso com o governador, segundo se comenta no meio político. Em sentido oposto, os deputados Júlio Arcoverde e Bessah Filho, que resolveram marchar com o partido para o front oposicionista, deixaram os cargos que indicavam na estrutura do governo estadual. 

Também chamou atenção o fato do lançamento da pré-candidatura do senador Ciro Nogueira ao governo do estado, que está marcado para o próximo dia 26 de abril. Nos próximos dias, esse assunto deve ocupar o centro do debate político no estado do Piauí. 

Em entrevista à coluna, Margarete garante que segue no governo.