Cidadeverde.com

Georgiano diz que PSD quer ficar na base, mas não abre mão da chapa majoritária

Roberta Aline

O deputado Georgiano Neto afirma que o PSD não abre mão de participar da chapa majoritária de 2022. O aprtido quer indicar o deputado federal Julio Cear Lima a vice. 

Georgiano diz que o partido não aceita discutir a indicação  de suplencia. 

"A participação  do PSD na chapa majoritária e um caminho sem volta. Somos cobrados por nossas bases. Temos o melhor entendimento com o governador e os excretado Rafarl Fonteslem O PSD reivindica a vaga restante. Cabe ao governador tratar com os partidos. Já conversei com o governador e o Rafael. Mas essa discussão  fica para o próximo ano. O governador  sabe das intenções  do PSD. Vemos o resultado das eleições e o aprtido cresceu mesmo. Nossa preferencia e ficar ao lado do governador", afirma.

Com relação a convites de Ciro Nogueira para o aprtidk aderir a oposição, Georgiano diz que o PSD não abriu o dialogo porque o desejo é seguir na base.

"Esse assedio e natural. Um político  e procurado por todos. Mas não  fizemos nenhum tratativa. Nosso objetivo é continuar na base do governador. Vamos continuar dialogando nesse sentindo. Não  co gritamos suplencia. Não abrimos dialogo para isso", destaca. 

Na chapa proporcional, o partido espera eleger quatro deputados estaduais e dois federais. Segundo ele, a orientação  do governador e que o partido faça a sua parte para montar a chapa. 


"Estivemos com o governador e pediu que o PSD busque viabilizar sua chapa. Estamos decisivos a montar as chapas proporcionais. Nossa expectativa e chegar no segundo deputado federal e quatro estaduais. Temos conversado com vários parlamentares e queremos montar uma chapa forte. Em Teresina, conseguirmos 37 candidatos e fizemos dois vereadores com votações medianas", disse.