Cidadeverde.com

Merlong Solano denuncia sucateamento de órgãos federais

O deputado federal Merlong Solano (PT) criticou o que chama de precarização do orçamento da Embrapa, empresa estratégica reconhecida no Brasil e no mundo como de excelência na produção de pesquisas de desenvolvimento tecnológico agropecuário. Ele denuncia desmonte que o governo federal estaria praticando em diversas instituições públicas como as universidades federais, o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e órgãos ambientais.

“Todas as pesquisas que permitiram a agropecuária se expandir pelo País ocorreram graças a investimentos públicos e a Embrapa tem uma parcela grande nessa expansão. No entanto, seu trabalho está sendo inviabilizado por falta de orçamento. Os investimentos eram da ordem de R$ 3,8 bilhões em 2019 e apenas R$ 3,3 bi em 2022, uma queda de R$ 500 milhões. Mais grave ainda é constatar que o valor executado é menor do que o aprovado nesta Casa. Em 2020, por exemplo, foi executado apenas 79% do orçamento aprovado. Cortes que resultam em falta de reposição do quadro de pessoal, servidores desanimados e péssimas condições de trabalho”, disse.