Cidadeverde.com

Rafael condena violência política e defende “equilíbrio e serenidade” na campanha

O candidato a governador Rafael Fonteles (PT) manifestou nesta sexta-feira (09), em suas redes sociais, preocupação com o ódio e a violência política e defendeu mais “equilíbrio e serenidade” na campanha eleitoral. Para ele, a defesa de causas e ideias deve ser a tônica da campanha. “Neste momento tão importante para o futuro do nosso país e do nosso estado, é preciso que tenhamos - candidatos e apoiadores - equilíbrio e serenidade para enfrentar as animosidades e hostilidades que afloram na campanha, e muitas vezes ameaçam a tranquilidade do pleito eleitoral”, escreveu ele nas redes sociais ao comentar a morte do militante petista Benedito Cardoso dos Santos por um apoiador do presidente Bolsonaro, no interior do Mato Grosso. Foi a segunda morte por motivação política nesta campanha eleitoral – em julho, o guarda municipal Marcelo Arruda foi morto por um bolsonarista em Foz do Iguaçu (PR), depois de uma discussão política. Ao comentar a morte de Benedito Cardoso, Rafael classificou o caso como “um episódio lamentável, fruto do ódio alimentado diariamente pelo Presidente e por sua turma”. “É preciso que a defesa de causas e ideias seja fortalecida como a base da disputa eleitoral. E que a busca da paz social e da melhoria de vida das pessoas seja o propósito maior desta caminhada”, escreveu.