Cidadeverde.com

Margarete Coelho reage à críticas após grupo de trabalho retirar prisão em 2º instância

Foto:Arquivo/CidadeVerde.com

O grupo de trabalho criado para analisar o pacote anticrime do ministro da Justiça, Sergio Moro, rejeitou a  proposta que permitia o início da prisão após condenação em segunda instância judicial. A coordenadora do grupo, deputada federal Margarete Coelho, votou contra a proposta que era vista como principal mudança no Código Penal.

Margarete reagiu às críticas como do relator da proposta, Capitão Augusto, de que a rejeição da proposta promoveria a liberdade de vários presos no país. Entre os presos que poderiam ser beneficiados, estaria o ex-presidente Lula (PT). 

“Nós não podemos passar esse recado para sociedade, porque não temos o direito de desinformar ninguém. Como coordenadora do grupo, não vou deixar que essa pecha de que estamos colocando pessoas na rua venha recair nos nossos ombros”, disse.

A votação foi apertada. No final, a rejeição foi aprovada por sete votos a seis.