Cidadeverde.com

Deputado Júlio César admite possibilidade de acordo com Firmino Filho

Foto: Roberta Aline/Cidadeverde.com

O presidente do PSD, deputado Júlio César, não descarta um acordo do partido com o prefeito Firmino Filho (PSDB) para as eleições de 2020. No momento, o partido tem como pré-candidato o deputado Georgiano Lima.

"Depende, se lá na frente houver um entendimento. Mas no momento é uma pré-candidatura para disputar. Ele cresce pelo seu trabalho e política de resultados que mostra. Em Teresina tem várias obras com emendas dele", disse.

Júlio César lembra que em política tudo é possível. "Em política tudo é possível. Mas no momento ele é pré-candidato de oposição", destacou.

Georgiano foi o primeiro a se lançar oficialmente pré-candidato a prefeito. Ele tem feito um trabalho nos bairros da capital com lideranças e buscado apoio de outros partidos para a candidatura.

Enquanto vive bom momento no governo, PCdoB passa por conflitos e disputas internas

Foto:RobertaAline/CidadeVerde.com

O PCdoB passa a ter uma cadeira na Assembleia Legislativa do Estado a partir da segunda-feira (17). A legenda será representada por Elizângela Moura, que assume a vaga depois do governador Wellington Dias (PT) convocar mais dois deputados para serem secretários. 

O espaço que o  partido ocupará na Assembleia também representa o prestígio de Osmar Júnior no atual governo. Ele é secretário de Governo e tem papel estratégico na relação entre a administração e os aliados.

Apesar do bom momento no governo, o PCdoB vive  divisão e disputas internas. Lideranças como o vereador Enzo Samuel devem deixar a sigla. A reclamação dos membros do partido é que o crescimento  beneficiaria apenas a ala diretamente ligada a Osmar. 

Há um grupo no partido que deseja lançar candidato próprio a prefeito de Teresina, mas diz enfrentar resistência da direção estadual. 

O secretário afirma que o vereador é livre para deixar o grupo. “Sempre digo que para se ingressar em um partido é preciso ser convidado e ser aceito pelo grupo. Mas para sair, a pessoa é livre. Pode sair na hora que desejar”, afirmou. 

Merlong pede diálogo no PT para evitar disputa

Roberta Aline

O secretário de Administração, Merlong Solano, se manifestou sobre a disputa pela presidência estadual do PT. Ele pede que o deputado Assis Carvalho, atual presidente, e o vereador, Dudu, possam chegar a um consenso e evitar a disputa pela presidência estadual do partido.

Merlong diz que a disputa prejudica o partido e interfere até mesmo na disputa pela prefeitura de Teresina. O partido tem o projeto político de eleger o prefeito da capital.

"Uma disputa agora será muito ruim. Eles precisam chegar a um consenso. Isso prejudica porque todo assunto no PT se torna público. Vai parar na mídia. Prejudica até mesmo os interesses municipias", afirmou.

Eleições 2020 provoca disputas no MDB por indicação para prefeito

Foto:Arquivo/CidadeVerde.com

O MDB terá candidato próprio para prefeito de Teresina em 2020. O partido avalia a possibilidade de lançar um nome  que já faz parte dos quadros internos. Mas há a possibilidade da legenda lançar um nome novo.

A opção pode ser o ex-deputado Dr. Pessoa. A possibilidade de Dr. Pessoa se filiar ao MDB provoca reações na sigla. O vereador Luiz Lobão, que deseja ser o candidato do partido, afirma que se preciso disputará chapa com o ex-deputado na convenção da sigla. 

O presidente municipal da sigla, deputado Themístocles Filho, diz trabalhar para impedir disputas na legenda. 

Possível interferência nas eleições municipais preocupa lideranças progressistas

Foto: WilsonFilho/CidadeVerde.com

A permanência do Progressistas na base aliada do governador Wellington Dias (PT) é colocada em prova constantemente. Apesar do partido pregar fidelidade ao governo, um ponto pode levar ao rompimento: as eleições municipais.

Lideranças do partido como o próprio presidente nacional, senador Ciro Nogueira, já afirmaram que a legenda não irá aceitar possível interferência do Palácio de Karnak, nas eleições do próximo ano. No pleito de 2016, os progressistas acusaram o governo de fazer obras para beneficiar os candidatos do PT. 

Algumas denúncias foram protocoladas na Justiça Eleitoral. O deputado Júlio Arcoverde diz esperar que o governo tenha aprendido com o desgaste causado no pleito anterior. 

“A questão dos asfaltos é tão real que muitas estão ajuizadas nos tribunais eleitorais. O Governo sabe onde passou do limite na eleição passada e esperamos que isso não se repita. Além do mais, é preciso lembrar que os órgãos de controle estão mais forte nesta fiscalização”, disse. 

Assis Carvalho diz que não seguirá Wellington Dias em voto pela reforma

Foto: Letícia Santos/Cidadeverde.com

O governador Wellington Dias (PT) vai se reunir com a bancada do Piauí em Brasília. Após encontro dos governadores do país, ele pedirá aos parlamentares apoio à proposta da Reforma da Previdência.

Mas, Wellington não terá o apoio total do PT, seu partido. O presidente estadual da sigla, deputado Assis Carvalho, afirma que vai seguir a orientação nacional do partido.

Se a Executiva Nacional mantiver a determinação para votar contra a reforma, ele não atenderá ao pedido do governador. 

"Eu só signo uma determinação que é a do PT nacional. Não vou votar a favor de uma reforma que prejudica os mais pobres. Esse sistema de capitalização é uma tragédia. Só voto a favor se a executiva Nacional determinar", disse.

 

"Estou à disposição", diz Firmino sobre ser candidato a governador

Foto: Roberta Aline/Cidadeverde.com

O nome do prefeito Firmino Filho (PSDB) já é colocado como um possível candidato a governador do Piauí no pleito de 2022. Ele disputaria a vaga dentro do grupo  político que representa, com nomes como o presidente nacional do Progresistas, senador Ciro Nogueira.

O prefeito diz ser normal ter o nome lembrado, por ser o prefeito da capital. Mas destaca que apenas uma vez na história do Piauí, um prefeito da capital virou governador. Apesar do histórico difícil, o tucano disse está à disposição.

"É  normal nossa citação. O cargo de prefeito de Teresina tem muita visibilidade. É o maior município. É natural. Não é o nome do Firmino. É um ocupante do cargo de prefeito. Quem quer que seja será sempre lembrado. O único prefeito de Teresina que virou governador foi Petrônio Portella há muito tempo atrás. Não é uma missão fácil. Do ponto de vista político me considero realizado. Se sair da vida política já posso dizer que ter sido prefeito quatro vezes é uma grande realização. Estou à diaposição sendo candidato ou não sendo", destacou.

Mulheres aumentam bancada na Assembleia Legislativa do Estado

Foto:WilsonFilho/CidadeVerde.com

A bancada feminina ganha reforço na Assembleia Legislativa do Estado. Na eleição de 2018, foram eleitas quatro deputadas, agora o número sobe para seis.
 
Com a convocação dos deputados Fábio Novo (PT) e Flávio Júnior (PDT) para assumirem, respectivamente, as secretarias de Cultura e Turismo,  assumem as suplentes Belê Medeiros (Progressista) e Elizângela Moura (PCdoB).

As duas novas parlamentares passam a compor a bancada de mulheres ao lado das deputadas Lucy Soares (Progressistas), Flora Isabel (PT) e Teresa Brito (PV). A deputada Jannaina Marques (PTB) se licenciou da Casa para assumir a Secretaria de Infraestrutura. 

Governo quer base unida e pede empenho para inauguração de obras

Foto:RobertaAline/CidadeVerde.com

Com a montagem da equipe de secretários finalizada, o governador Wellington Dias (PT) pede que os partidos que integrem a base aliada, deixem as disputas por cargos e espaços em segundo plano. O chefe do Executivo Estadual pede esforço para que obras possam ser inauguradas a partir do próximo semestre.

Com dificuldades financeiras, Wellington espera que pelo menos pequenas obras, como asfaltos, possam ser inauguradas.  Segundo aliados, o governador espera retomar agenda de visita as maiores cidades do interior. 

Na base, os partidos já começam a discutir as eleições municipais de 2020. Aliados como o Progressistas afirmam que não irão aceitar a interferência do Palácio de Karnak nas disputas municipais. 

Governador faz novas acomodações políticas e acalma aliados insatisfeitos

Foto:RobertaAline/CidadeVerde.com

Tomam posse nesta terça-feira (11) os novos secretários estaduais. O primeiro a tomar posse é o deputado federal Merlong Solano (PT). 

Merlong  assume a Secretaria de Administração no lugar de Ricardo Pontes.  Com a posse do petista,  o deputado federal Paes Landim assume a vaga de deputado na Câmara Federal. 

Na Assembleia Legislativa do Estado, as posses trazem mudanças e  acalmam os ânimos de aliados. Os deputados Fábio Novo (PT) e Flávio Júnior (PDT) assumem, respectivamente, as secretarias de Cultura e Turismo.

Com isso, assumem as suplentes Belê Medeiros (Progressistas) e Elizâgela Moura (PCdoB). O Progressistas mantém seis cadeiras na Assembleia e o PCdoB passa a ter uma representante na Casa. 

Posts anteriores