Cidadeverde.com

Dr. Pedrosa quer PDT ajudando na administração de Dr. Pessoa

Foto:LídiaBrito/CidadeVerde.com

O PDT encontra-se dividido com  relação à participação na gestão de Dr. Pessoa (MDB). Uma ala do partido liderada pelo médico Francisco Pedrosa, defende apoio à gestão do novo prefeito. Porém, os três vereadores da sigla, que foram eleitos na oposição ao lado do ex-prefeito Firmino Filho (PSDB), não fazem parte da base aliada.

“Tem duas alternativas ou três. Você nunca deve ter expectativa de tempo se não conhece a história. A história nos diz que se essa ala do PDT caminhar junto com o Pessoa poderá participar de muita definição futura na capital. Do contrário, recolhemos as armas e vamos trabalhar intrapartidariamente”, disse.

O partido é presidido pelo vereador Evandro Hidd, que defendeu o apoio ao candidato do PSDB, Kleber Montezuma, na eleição de 2020. 

“ O vereador do PDT tinha um arranjo com o ex-prefeito Firmino Filho (PSDB). Eu me coloquei contra porque não tinha sentido. O PDT participa da ex-gestão, mas não tinha poder. Quem tinha poder era uma pessoa. Essa coisa vem de muito tempo.  Ficamos contra isso. Não faz parte da índole de um partido progressista que quer transformação. Nos dividimos e servimos de escada para os outros subirem”, destacou

Renato Berger destaca necessidade da reforma e divisão da SDU

Foto: Roberta Aline/ Cidadeverde.com

O líder do prefeito na Câmara de Teresina, vereador Renato Berger, afirma que a Câmara está focada para aprovação da proposta de reforma administrativa. O texto deve ser encaminhado pelo prefeito Dr. Pessoa ( MDB) para a Casa ainda este mês.

Berger afirma que a base e a oposição entendem a necessidade da proposta. 

"O sentimento, não digo nem da base, mas da Camara é de aprovar a mensagem que será encaminhada pelo prefeito. Tem alguns pontos que são imprescindíveis para que ele possa fazer a administração que ele deseja fazer. O sentimento é de aprovar a mensagem.  É lógico que já temos conversado com alguns vereadores. Vamos dar conhecimento de toda a reforma para que quando a proposta chegar, as pessoas já saibam o que é e já tenham discutido algum ponto necessário. Acredito que nao terá problema na sua aprovação", disse.

Renato destaca a necessidade de mudanças na estrutura como a divisão da SDU Centro/ Norte.

"Quando se inicia uma gestão, alguns pontos precisam ser discutidos. Na SDU Centro/ Norte há a necessidade dessa divisão. Você precisa ter uma SDU para o Centro e outra para a região Norte que é imensa. São ações e pontos que precisam ser implementados e melhorados. Esse é o sentimento do prefeito e dos vereadores da Casa", destacou.

Dr. Pessoa quer encaminhar reforma ainda este mês e não descarta Secretaria da Defesa Civil

Foto: RobertaAline/Cidadeverde.com

O prefeito Dr. Pessoa ( MDB) não descarta a possibilidade da criação da Secretaria da Defesa Civil. A pasta deve ser criada com a reforma administrativa que será encaminhada à Camara de Teresina.

A nova pasta seria uma forma de contemplar o Avante. O partido apoiou Dr. Pessoa no segundo turno e faz parte do grupo de apoio do senador Marcelo Castro (MDB).

"Ainda não entramos no mérito. Já tem o ti-ti-ti, mas ainda não entramos no mérito. Tem secretaria que vamos extinguir e essa pode ser criada ou não. Mas não tem nada definido", afirmou.

Sobre a reforma, Dr. Pessoa diz que deseja encaminhar o projeto para a Câmara ainda este mês. Ele afirma que vai conversar com o vereador Jeová Alencar sobre o assunto. 

"O mais rápido possível. Se pudesse seria neste mês ainda. Precisa esclarecer alguns pontos. Vou conversar com o presidente Jeová Alencar para afinar as ideias e fazer a reforma o mais rápido possivel", destacou.

Governador vai fazer isso com muita sabedoria”, diz Costa sobre reorganização da base aliada

Foto: RobertaAline/CidadeVerde.com

Apesar do governador Wellington Dias (PT) afirmar que não fará uma reforma administrativa, entre os aliados há expectativa com relação a uma possível reorganização da base. A espera diz respeito, principalmente, aos deputados do Progressistas. O partido é oposição, mas alguns parlamentares seguem no governo.

Para o líder do governo na Assembleia Legislativa do Estado, deputado Francisco Costa (PT), o governador saberá resolver a questão com sabedoria. 

"Quem divergir não caberá na equipe de Governo. Mas o governador vai fazer isso com muita sabedoria, com paciência, no momento certo, conversando com os líderes, com os gestores municipais, com os deputados dos mais diversos partidos. O ideal é quem for governo vai ser governo, quem tem outras pretensões a gente respeita, mas não tem a oportunidade de continuar fazendo parte do Governo”, afirmou. 

Ele afirma que o projeto de governo representado por Wellington Dias tem pautas claras. Segundo ele, o governador saberá quem pretender seguir com esse modelo. 

“Compreendemos que muitos dos parlamentares participaram do processo de 2018. Agora, é um projeto de governo que tem pautas muito claras. Naturalmente o governador vai buscar de todos os que hoje compõem a base, saber quem tem a pretensão de trabalhar a continuidade desse projeto de governo”, destacou. 

Em encontro, bancada feminina da Câmara traça pontos da atuação em Teresina

Foto: Ascom

As vereadoras que formam a bancada feminina na Câmara de Teresina se reuniram neste sábado (16).  Dos 29 vereadores eleitos na capital, apenas cinco são mulheres. Na foto, faltou a vereadora Tanandra Sarapatinhas ( Patriotas).

Apesar de ser uma bancada pequena, a vereadora Fernanda Gomes (Solidariedade) afirma que as parlamentares estão em sintonia. Segundo ela, o grupo busca estratégias para construção do fortalecimento da base feminina no parlamento com apresentação de projetos que representem a causa das mulheres, como o combate ao feminicídio. 
 

“Os que estão no governo são os que querem ser governo”, diz governador sobre progressistas

Foto: RobertaAline/CidadeVerde.com

O governador Wellington Dias (PT) afirma que irá permanecer na base aliada apenas os que acreditam no projeto de governo. A declaração foi dada em resposta ao questionamento sobre a permanência de deputados progressistas na administração estadual.

O partido faz parte da oposição, mas os deputados Wilson Brandão (Mineração), Hélio Isaías (Transporte), Firmino Paulo (indicação da Adapi) e Margarete Coelho (indicação do Meio Ambiente) continuam no governo. 

“Os que estão no governo são os que querem ser governo e acreditam no projeto. Brinco muito sobre a importância, como ocorre no mundo inteiro, da condição de ter um compromisso por acreditar naquilo que se trabalha enquanto se tem uma missão em cada área”, afirmou.

Sobre mudanças na base aliada, o governador disse esperar decisões nacionais como sobre a regra das coligações partidárias. Na eleição municipal de 2020, as coligações proporcionais foram proibidas. 

“Cada partido tem toda liberdade de seguir a sua organização própria. Certamente tanto os partidos da base e os que são da oposição. O que vamos ter  no país é uma  definição, no começo do ano, sobra a coligação partidária. Se vamos manter a regra de coligação proporcional ou não. Se vamos ter fusões. Sobre essas decisões é que quero, como líder, acompanhar para que possamos saber o que é mais adequado no Piauí”, disse.

Detran

O governador Wellington Dias negou qualquer possibilidade no comando do Detran. A informação é que a pasta seria ocupada pelo vereador Dudu (PT). Assim, o suplente Décio Solano (PT) ocuparia uma vaga na Câmara de Vereadores. Porém, Wellington nega. 
 
“Não há nenhum projeto de uma reforma administrativa. Qualquer alteração será própria do dia-a-dia, mas não como uma reforma administrativa. Teria que examinar. Não tenho conhecimento sobre esse pleito”, destacou. 

Francisco Costa descarta mudança na direção do Detran

Foto; RobertaAline/CidadeVerde.com

O líder do governo na Assembleia Legislativa do Estado, deputado Francisco Costa ( PT), nega qualquer possibilidade de mudança no Detran. O parlamentar e o responsável pela indicação do atual gestor Garcia Guedes. Segundo ele, o técnico permanece na pasta.

Nas últimas semanas, surgiu a informação de que o vereador Dudu ( PT) poderia assumir a pasta. Seria uma forma de contempla o suplente de vereador Décio Solano ( PT).

Décio é irmão do deputado Merlong Solano. Seria uma forma de contempla o grupo político do parlamentar federal.

Porém, para Francisco Costa não faz sentido um petista ocupar um cargo de outro petista.  

"Essa discussão me surpreende porque ela não foi cotada. O governador em nenhum momento tratou desse assunto comigo. Fiquei sabendo pela mídia. Desconsidero essa possibilidade. A princípio não se encontra em pauta mudança no Detran. A atual indicação é um técnico que faz um bom trabalho. Compreendemos a necessidade de discussão tanto em relação a espaços para o partido dos trabalhadores. Mas acho que se o PT quer ocupar mais espaços no governo, é buscando outras pastas é não as que já são ocupadas pelo PT. Não considero que isso seja parte de um debate do Karnak" Disse.

Merlong Solano afirma que Ministério da Saúde deveria seguir exemplo do Piauí

Foto: RobertaAline/CidadeVerde.com

O deputado federal, Merlong Solano (PT),  fez críticas a forma como o Ministério da Saúde vem conduzindo o processo para o início da vacinação no país. Segundo ele, o país deveria seguir o exemplo do Piauí que já tem um cronograma de vacinação. 

“A propósito do lançamento do Plano Integrado de vacinação do Piauí considero um fato importante. Toda preparação que já vem sendo feita e hoje será anunciada.  Acredito que o Governo do Piauí vai demonstrar a capacidade de coordenação, articulando os órgãos do estado, os municípios e o conjunto da sociedade. Tal como foi feito até aqui nas fases duras de enfrentamento á pandemia pelo governo do Estado. O governador liberou um processo que envolvia todos os órgãos, Poderes, prefeituras e órgãos federais com atuação no Piauí. Isso foi muito importante. O Ministério da Saúde deveria fazer o mesmo coordenado e articulando ações. Deveria incentivar a população a se prevenir e se prepara para a vacinação. É isso que acontecerá no Piauí”, disse. 

Patriotas, PV, Solidariedade e PTB devem formar bloco na Câmara

Foto: LídiaBrito/CidadeVerde.com

Na Câmara de Teresina, os partidos se articulam para formação dos blocos partidos. As legendas que elegeram apenas um parlamentar como Patriotas, PV, Solidariedade e PTB, devem se unir em blocos.

Com essa estratégia, as siglas esperam ter forças para indicação da presidência de alguma comissão técnica de relevância da Casa. A vereadora Fernanda Gomes articula a formação do bloco. 

“Já conversei com alguns vereadores e a minha intenção é participar de algum bloco. Para que os partidos que só elegeram um parlamentar, possam se unir para que possamos votar matérias  de interesse da população juntos. Assim nos unindo em uma possível presidência da comissão. Já conversei com a Tanandra Sarapatinhas (Patriotas), Pollyanna Rocha (PV) e Bruno Vilarinho (PTB). Até fevereiro deve sair alguma definição. De fevereiro não pode passar”, destacou. 

Fernanda busca o comando da Comissão da Mulher na Câmara. “Coloquei meu nome à disposição da Comissão da Mulher e da Comissão de Esporte, Cultura e Lazer. Tive uma aprovação em relação à da Mulher. Precisamos esperar até fevereiro para que as comissões possam ser definidas”, disse.

Vereador Enzo Samuel diz que Dr. Pessoa recebeu cidade com obras

Foto: RobertaAline/CidadeVerde.com

O vereador Enzo Samuel (PDT) afirma que o PDT ainda não tem uma posição formada com relação ao governo de Dr. Pessoa. Segundo ele, a legenda contribuirá para a aprovação dos projetos de interesse da cidade e diz que Dr. Pessoa recebeu uma prefeitura organizada e cheia de obras. 

“Não recebi nenhum convite do Dr. Pessoa. Mas aproveitar e deixar claro que desejo que Dr. Pessoa e toda equipe possam fazer uma boa gestão por Teresina.  Sempre fui bem claro. Não sou daqueles que torcem pelo quanto pior, melhor.Quem perde é a cidade. Vou torcer para que eles possam fazer uma boa gestão por Teresina. O prefeito Firmino Filho (PSDB), muito preparado, entregou uma cidade cheia de obras que ele realizou e a serem realizadas. Espero que Dr. Pessoa possa dar continuidade e fazer uma boa gestão”, destacou.

No PDT, há uma ala que defende apoio a Dr. Pessoa. Por outro lado, Enzo afirma que a legenda deve buscar a unidade em relação à posição que será tomada. 

“Divergências e debates internos existem em todos os partidos. Isso faz parte do processo democrático quando você escuta opiniões diferentes e divergentes. O que defendo é que precisamos de unidade. Precisamos dialogar para que o partido possa ter uma decisão e postura definida. Que seja uma decisão de todos que integram o partido. O PDT não pode ser representado por uma opinião pessoal do vereador Enzo, do militante A ou B. As ideias são colocadas nas reuniões e a  partir dali o que for acordado, o que ficar decidido, deve ser a ideia defendido por todos. Sou novo no PDT e vou trabalhar pela unidade do início ao fim. É importante dizer que todo mundo tem importância. Agora vamos respeitar as decisões das instâncias partidárias”, disse. 

Posts anteriores