Cidadeverde.com

Progressistas não descarta acordo com governador para Júlio Arcoverde voltar à Alepi

Foto:WilsonFilho/CidadeVerde.com

O presidente do Progressistas no Piauí,  deputado Júlio Arcoverde, pode retornar à Assembleia Legislativa do Estado. Ele se licenciou do cargo após assumir a Secretaria Municipal de Esportes e Lazer de Teresina (Semel). 

Em entrevista à coluna, o deputado não descartou a possibilidade de conversar com o governador Wellington Dias (PT), após a composição do novo secretariado, para retornar à Assembleia. Com isso, o suplente de deputado B. Sá  poderia ser convocado para a Casa por meio de um acordo com o vereador. 

“Ontem conversei com o secretário de Governo, Osmar Júnior (PCdoB), mas foi tratando questões administrativas e pleitos de alguns municípios. Claro que após o governador decidir como vai ser a composição do novo secretariado vamos discutir essa possibilidade”, destacou.

Júlio Arcoverde afirma que o partido não fez exigências com relação a cargos. “Alguns deputados foram ouvidos pelo governador. Ele teve essa agenda paralela com deputados. Mas não tratou de pautas comigo que sou presidente. Não tivemos essa posição de pressionar por pastas. O time é do governador. A escolha tem que ser dele”, afirmou.

 

Governador terá encontro com vereadores que esperam participação no governo

Foto: WilsonFilho/CidadeVerde.com

Depois de críticas de vereadores aliados que se sentem desprestigiados no governo, Wellington Dias ( PT) irá reunir a base aliada da Câmara de Teresina. Após o feriado da Semana Santa, ele deve se reunir com a bancada de vereadores.

Os vereadores esperam participar da composição do novo governo. Eles trabalham para participarem da indicação de cargos no segundo escalão do governo. O vereador Enzo Samuel (PCdoB) afirma que os parlamentares foram fundamentais na eleição do governador.

“Os vereadores participaram da campanha de reeleição do governador Wellington Dias (PT). Os aliados foram para rua. Pediram votos. Os votos de Teresina foram fundamentais para a vitória do governador. Acredito que os vereadores devem ser lembrados nesse processo”, afirmou.

O vereador Deolindo Moura (PT) afirma que o governador deverá retribuir o apoio que recebeu em Teresina. Segundo ele, os parlamentares deverão ser recebidos pelo governador em um almoço logo após  o feriado da Semana Santa. 

Na Câmara os vereadores mostram insatisfação também com recursos que foram prometidos para obras na capital. O governador chegou a reunir o grupo de parlamentares e prometeu obras na capital. Até agora muitas não saíram do papel.

Na disputa por cargos, PT coloca Educação e Saúde na cota do governador

Foto:Arquivo/CidadeVerde.com

As discussões sobre a composição do novo secretariado do governador Wellington Dias (PT) estão se afunilando. Mas um ponto ainda gera discussão entre os partidos aliados. As legendas esperam uma definição do governador sobre o que será da cota pessoal dele e o que é da cota do Partido dos Trabalhadores.

Essa discussão envolve principalmente as pastas de Saúde e de Educação. Os aliados avaliam que hoje essas pastas seriam da cota do PT, com isso o partido  já estaria bem contemplado e teria que abrir mão de outras pastas importantes que estão em disputa.

Mas para o PT, as secretarias de Saúde e de Educação são da cota pessoal do governador. Sendo assim, o partido não abre mão de áreas como  Infraestrutura, Cultura e a Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR). 

Para o líder do governo na Assembleia Legislativa, o deputado Francisco Limma, pelo menos 30% das pastas são da cota do governador. 

“Mais ou menos 30% dos cargos são área da governança do próprio governador como a Fazenda, Secretaria de Planejamento, Administração, Secretaria de Governo. Compreendemos que áreas como Saúde e Educação, pelo menos uma delas é da cota exclusiva do governador. É ele que escolhe. Se ele vai escolher um petista ou de outro partido, é uma questão dele. Mas não é cota partidária”, afirma. 

PSD discute formação de chapa proporcional para 2020 e mira Câmara

Foto: WilsonFilho/CidadeVerde.com 

O PSD de Teresina trabalha a possibilidade da candidatura própria do deputado estadual, Georgiano Neto, para candidato a prefeito de Teresina. Mas as lideranças da sigla mostram preocupação com relação à formação da chapa proporcional.

Com o fim das coligações proporcionais, as legendas se preparam para formarem chapas com capacidade de montar bancadas na Câmara municipal de Teresina. Depois de reunião, o partido decidiu que com mandato, a chapa terá apenas a vereadora Cida Santiago.

Os demais nomes que irão compor a chapa do partido são de lideranças consideradas fortes, mas sem mandato.  O ex-vereador Tiago Vasconcelos, que se filiou recentemente ao partido, não deverá ser candidato. O nome dele foi indicado pelo deputado federal Júlio César para comandar o Incra no Piauí.
 
A meta do PSD do Piauí é eleger uma bancada na Câmara de quatro parlamentares. 

Grupo do PSL quer Mão Santa na presidência da sigla

A polêmica no PSL sobre a presidência do partido continua. Menos de um mês após o vereador Luís André assumir a presidência da sigla, uma ala do partido defende o nome do prefeito de Parnaíba, Mão Santa para o cargo.

Para o grupo que é  contra o vereador na presidencia, Mão Santa (sem partido) seria a verdadeira oposição ao governador Wellington Dias (PT) no Piauí.

Apesar da pressão para deixar o cargo, Luís André afirma que recebeu da direção nacional  garantia de que  ficará na legenda. O vereador afirma que convidará Mão Santa para o partido, não para ser presidnete, mas para representar a sigla na região Norte.

Enzo Samuel alinha diálogo com Osmar Júnior

Foto: Ascom vereador

O vereador Enzo Samuel se reuniu com o presidente do PCdoB, o secretário de Governo Osmar Júnior. A pauta do encontro é a permanência do deputado no partido.

A saída de Enzo do PC do B passou a ser cogitada  na Câmara de Teresina. Ele recebeu convite de outras siglas.

Segundo o vereador,  após as conversas, os dois alinharam o diálogo. Enzo afirma que fica no partido. Ele será candidato a reeleição em 2020.

"Se não aconteceu ainda deve acontecer", diz Firmino sobre conversa com Dr. Pessoa

Foto: Roberta Aline/Cidadeverde.com

O prefeito Firmino Filho (PSDB) manifesta o desejo de conversar com o ex-deputado Dr. Pessoa (sem partido). O prefeito afirma que as conversas são necessárias para formar uma coligação forte em 2020.

Nos bastidores há a informação de que os dois devem conversar ainda este mês.

"É sempre bom conversar. É importante compor uma arco de aliança maiores. É bom conversar para compor uma aliança forte. Se essa conversa não aconteceu ainda, deve acontecer", afirmou.

Firmino lembra que já esteve do mesmo lado de Dr. Pessoa em eleições anteriores. 

"Temos uma amizade antiga com o Dr. Pessoa. Nos conhecemos desde a década de 1990. Para se ter uma ideia, a primeira pesquisa que eu passei na frente do MDB, na eleição de 1996, eu recebi a notícia quando estava na casa do Pessoa. Ele é conhecido de muito tempo. Já fomos companheiros de palanque. Fizemos campanhas juntos. Já estivemos juntos no passado. Não conseguimos estar juntos nos últimos eventos políticos, mas o respeito continua". 

O prefeito também falou sobre o processo de fortalecimento do PSDB.

"O Edson tem esse trabalho de fortalecer o partido. Estamos juntos com ele. O objetivo é ter uma chapa forte ano que vem. Ainda tem muita estrada para realizar esse processo", declarou.

 

Dudu busca apoio de lideranças do PT para candidatura a prefeito de Teresina

Foto:Ascom/Parlamentar

O vereador Dudu (PT), líder da oposição ao prefeito Firmino Filho na Câmara de Teresina, trabalha internamente para conseguir o apoio do partido.  Ele deseja ser o candidato da sigla a prefeito de Teresina no pleito de 2020. Mas para isso, precisa do apoio da sigla e do governador Wellington Dias (PT).

Nesta segunda-feira (15), ele se reuniu com a deputada federal e primeira-dama, Rejane Dias. Na base aliada do governador Wellington Dias  (PT) há a discussão sobre a possibilidade do governador apoiar o nome de um candidato que não seja do PT.

O nome do senador Marcelo Castro (MDB) é apresentado como uma possibilidade. Quando o assunto é a Prefeitura de Teresina, o PT nunca conseguiu êxito em uma eleição. O partido amarga derrotas há mais de 30 anos, 
para o grupo do PSDB, que tem como um dos líderes o prefeito Firmino Filho.

Mourão receberá título no Piauí em meio a disputa na Assembleia

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

O PRTB do Piauí prepara um grande evento para entregar o título de cidadania piauiense ao vice-presidente da República, Hamilton Mourão.  A solenidade contará com a presença do presidente nacional da sigla, Levy Fidélix. 

O requerimento para concessão do título de cidadania a Mourão tem provocado mal-estar entre os deputados Fernando Monteiro, presidente do PRTB do Piauí, e  Henrique Pires (MDB). Os dois reivindicam a autoria do requerimento. 

Para justificar a propositura que concede a honraria ao general, o deputado Fernando Monteiro, ressalta que o mesmo defende os interesses do Piauí como a batalha pelo pagamento do débito da União com a venda da Cepisa. O deputado afirma que o vice-presidente tem origem no Piauí, mais precisamente na cidade de Pedro II. 

Hamilton Mourão chega ao Piauí no dia 25 para receber o título. Ele participa da abertura da 24ª Convenção Lojista do Piauí no dia 26. 

Eleição de 2020 deve unir Sílvio Mendes, Dr. Pessoa e Firmino no mesmo palanque

Foto:Arquivo/CidadeVerde.com

Adversários na eleição de 2016, o ex-deputado Dr. Pessoa e o prefeito de Teresina, Firmino Filho, devem compor o mesmo palanque no pleito de 2020. No ninho tucano da capital, não é descartada a possibilidade do ex-deputado compor chapa com Sílvio Mendes.

O ex-prefeito de Teresina deve ser o nome do PSDB para ser candidato a prefeito. Ele será o candidato do prefeito Firmino Filho e terá na vaga de vice o ex-deputado Dr. Pessoa. 

No ninho tucano da capital, a chapa é considerada imbatível na capital. O prefeito Firmino Filho tem conduzido as negociações com Sílvio e Dr. Pessoa. 

Posts anteriores