Cidadeverde.com

Progressistas deverá indicar secretarias de Mineração e Meio Ambiente

O Progressistas comanda hoje o Detran e a Secretaria de Transportes (Setrans) no governo de Wellington Dias (PT). No novo secretariado, além de manter os espaços que já possui, o partido pleiteia a Secretaria de Saúde, mas também, pastas como a Mineração e o Meio Ambiente.

A Secretaria de Mineração é hoje comandada pelo grupo político ligado a ex-deputada Liziê Coelho e ao ex-prefeito de Paulistana, Luís Coelho. O nome que o partido deve indicar para o Meio Ambiente é do ex-deputado Mainha.

A resposta do governador deve ser dada hoje à sigla. 

Governador tem encontro com Florentino Neto para definir comando da Saúde

Foto:Arquivo/CidadeVerde.com

A agenda do governador Wellington Dias  ( PT) desta terca-feira (30) tem  início com uma reunião com o secretário de Saúde, Florentino Neto. O encontro deve definir a manutenção do secretário na pasta.

A permanência de Florentino seria uma forma de colocar um fim na disputa entre PT e Progressistas. Os dois partidos aliados disputam a indicação para o comando da pasta.

Com Florentino no cargo, as duas legendas devem dividir o comando da pasta. Hoje as duas siglas já  possuem, cada uma, núcleos de atuação na secretaria. Essa forma de atuação seria mantida. A proposta desagrada alguns setores dos dois partidos que desejam o comando completo, sem divisões.  

O encontro irá ocorrer na residência do governador.  O local foi escolhido na  tentativa de evitar a presença  da imprensa.

A definição do comando da Saúde é o único  ponto que tem emperrado o anúncio do novo secretariado. Na agenda do governador não há nenhum evento relacionado ao anúncio do secretariado até agora. 

Sem acordo com PT e Progressistas, anúncio do novo secretariado deve ser adiado

Foto:WilsonFilho/CidadeVerde.com

 

O governador Wellington Dias ainda busca um consenso com as lideranças do PT e Progressistas sobre a indicação do novo secretário de Saúde. A conversa com o presidente do Progressistas, senador Ciro Nogueira, não avançou. 

Em entrevista à coluna, Ciro disse que não houve acordo e que acha “muito difícil” o secretariado ser anunciado amanhã.

Sem conversa com os progressistas, o governador participou de reunião com os deputados do PT. Segundo informações de bastidores, o clima do encontro foi tenso e também terminou sem consenso.

A terça-feira (30) deve ser de mais reuniões com os aliados em busca de um consenso. A manutenção de Florentino Neto na pasta da Saúde é discutida como forma de acordo entre as duas legendas. 

Florentino Neto deve ser mantido na Saúde para acomodar PT e Progressistas

O impasse entre o PT e o Progressistas pela secretaria de Saúde, deve chegar ao fim na tarde desta segunda-feira (29). O nome de consenso entre os dois partidos será o do atual secretário Florentino Neto (PT).

O Progressistas tentou emplacar o nome do ex-deputado federal Mainha para o cargo. Porém, o nome dele foi barrado no Palácio de Karnak. O Progressistas não queriam mais dividir o controle da secretaria com o PT, mas não tiveram sucesso na empreitada.

Para evitar um conflito maior entre os dois partidos, o governador mantém o nome de Florentino Neto. Com isso, a pasta mantém a mesma estrutura que já é dividida entre as duas siglas.

A rejeição do PT a um nome progressistas na pasta se deve em parte a eleição de 2020. O partido de Ciro já anunciou que terá candidato próprio a governador. Com isso, a legenda deverá romper com a atual administração petista no futuro. 

A palavra final do governador será dada durante reunião com Ciro e Assis Carvalho no Karnak na tarde de hoje. 

PT diz não ao Progressistas e mantém disputa pela Secretaria de Saúde

Foto: Roberta Aline/Cidadeverde.com

O Progressitas nadou, nadou e deve morrer na praia com relação à disputa pela Secretaria de Saúde. O PT, em especial, o deputado que  é presidente da sigla, Assis Carvalho, disse não sobre a indicação da Saúde. 

O PT deve manter a pasta. O nome indicado será do deputado estadual Francisco Costa. O parlamentar se reúne nas próximas horas com o governador.

PT não aceita o Progressista no cargo, já visando as eleições de 2022. O senador Ciro Nogueira avisou que o partido terá candidato próprio ao governo no próximo pleito. 

Isso significará o rompimento do Progressistas com o PT. 

PT apresenta lista de pastas na infraestrutura como compensação ao perder saúde

Foto: RobertaAline/CidadeVerde.com 

Para abrir mão da indicação do secretário de Saúde ao Progressistas, o PT espera uma espécie de compensação na área de infraestrutura. O partido do governador Wellington Dias apresentou algumas pastas na área, que são de interesse da sigla.

Entre elas estão o Instituto de Desenvolvimento do Piauí (Idepi), Secretaria de Cidades, Turismo, DER e Setrans. No caso das Cidades, o PT disputa o órgão  com o PR e PSD. O MDB já pleiteia o Idepi e não pretende abrir mão da pasta e o deputado federal Marcelo Castro (MDB) pretende manter o filho, Castro Neto, no comando do DER. A Setrans já é da cota do Progresssistas e a sigla pretender manter a pasta. 

Fora da zona de  conflito, estaria a pasta do Turismo. O nome do PT para a secretaria deve ser do deputado estadual Fábio Novo. O PDT, que hoje comanda o órgão, desejaria ocupar outro espaço no governo. 

A resposta do governador deve ser dada durante reunião com o presidente estadual do PT, deputado federal Assis Carvalho. 

Após reunião com o governador, Ciro aguarda conversas com PT e outros partidos

Foto:RobertaAline/CidadeVerde.com

O presidente nacional do Progressistas, senador Ciro Nogueira, classificou como “boa” a reunião com o governador Wellington Dias. Com quase duas horas de conversa, eles discutiram a participação do partido no novo secretariado.

O partido espera indicar nomes para o comando de pastas como Saúde, Defesa Civil e procura manter o comando do Detran e Setrans. A legenda espera agora o resultado da conversa entre o governador e o PT.

O Partido dos Trabalhadores também deseja indicar o secretário de Saúde. A pasta é comandada hoje por Florentino Neto, indicado pelo presidente estadual do PT, deputado federal Assis Carvalho. 

A definição sobre a Saúde e as outras pautas deve sair nesta segunda-feira (29). No momento, os progressistas já consideram a indicação para a pasta como certa. 

Olavo de Carvalho crítica visita de Mourão ao Piauí e Assembleia

Olavo de Carvalho, considerado guru do governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL), voltou a criticar o vice-presidente da República, Hamilton Mourão. Desta vez, ele usou a visita do vice ao Piauí para falar de uma possível aliança e complô com o PT contra o governo Bolsonaro.

Ele usou as redes sociais e citou declaração de Ciro Gomes que falava da relação entre Mourão e o PT. Olavo também citou a faixa exibida pelo deputado Henrique Pires (MDB) com críticas a ele. Ele afirma que a Assembleia do Piauí é dominada por petistas. 

Na visita ao Piauí, Mourão evitou falar com a imprensa e comentar sobre política. Ele fez uma leve referência as desavenças com o vereador Carlos Bolsonaro, filho do presidente. Ele disse que o governo deveria deixar de  discutir no varejo para discutir no atacado. 

Nenhuma foto do encontro entre Mourão e o governador Wellington Dias (PT) foi divulgada. Os dois se reuniram no Karnak sem a presença da imprensa. 
 

 

Progressistas apresenta hoje nome que será indicado para Secretaria de Saúde

Foto: Wilson Filho/Cidadeverde.com

O presidente nacional do  Progressistas, senador Ciro Nogueira, se reúne  neste domingo com o governador Wellington Dias (PT). Ele irá levar ao governador o nome que o partido irá indicar para assumir a Secretaria de Saúde.

A pasta é considerada uma das mais estratégicas da administração estadual. Possui hoje um dos maiores orçamentos do Estado. O partido deve indicar um nome político para a secretaria. O indicado deve ser do presidente estadual da sigla, deputado Júlio Arcoverde.
 
O Progressistas também manterá as indicações para o comando do Detran, Setrans e Coordenadoria de Irrigação. O partido também negocia a possibilidade de indicar um nome para a Defesa Civil. 

Fora da cota da sigla, o deputado Wilson Brandão poderá ser indicado par a Secretaria de Cultura em uma negociação direta com o governador. Os nomes serão apresentados hoje, mas caberá ao governador a palavra final.  

Wellington Dias define composição da equipe econômica com mudanças

Foto:Arquivo/CidadeVerde.com

O governado Wellington Dias (PT) afirma que deve anunciar até terça-feira (30) a composição do novo secretariado. Porém, as disputas políticas podem esticar esse prazo. Apesar dos impasses políticos, ele já tem definida a equipe econômica.

De acordo com informações colhidas pela coluna, ele manterá o secretário de Fazenda, Rafael Fonteles, o secretário de Planejamento, Antônio Neto, resolveu continuar no cargo após ter anunciado que desejava se aposentar da vida pública. 

Uma das novidades ocorre na Secretaria de Administração. Sai Ricardo Pontes e entra o deputado federal, Merlong Solano (PT). Outra mudança é a ida de Ricardo Pontes para Superintendência de Previdência do Estado do Piauí (SUPREV).  A pasta é hoje comandada pelo advogado Marcos Steiner. Segundo informações, Ricardo Pontes e Marcos Steiner devem se dividir no comando da pasta. 

Essas definições devem ser apresentadas pelo governador na próxima semana. Os cargos que envolvem acordos políticos devem esperar mais alguns dias. 

Posts anteriores