Cidadeverde.com

Aliado faz críticas a Dr. Pessoa e pede isolamento: “Precisa entrar na cabeça dele”

Foto: RobertaAline/CidadeVerde.com

O vereador Dudu (PT) subiu o tom contra a postura do prefeito Dr. Pessoa (MDB) de se colocar contra lockdown na capital. Segundo Dudu, o presidente da Fundação Municipal de Saúde, Gilberto Albuquerque,  e o prefeito falam línguas diferentes. 

Dudu afirma que o presidente da FMS teria uma postura mais favorável ao isolamento. O vereador defende a antecipação do feriado municipal do Dia de Teresina, como pediu o governador Wellington Dias (PT). 

“O governo do estado propõe antecipar os feriados. Defendo que se antecipe o de feriado do Dia de Teresina. Parece que Dr. Gilberto tem uma posição e o prefeito Dr. Pessoa tem outra. Temos que  encontrar essa posição conjunta para que possamos diminuir a transmissibilidade do vírus. O único caminho é o isolamento social. Isso é dito pela ciência. Precisa entrar na cabeça do prefeito”, destacou. 

 

Vereadores do DEM terão encontro com Dr. Pessoa e poderão ingressar na base aliada

Foto: RobertaAline/CidadeVerde.com 

O futuro dos vereadores do DEM em relação à gestão do prefeito Dr. Pessoa (MDB) será discutido em reunião nesta quinta-feira (25). Os parlamentares Markim Costa  e Capitão Roberval Queiroz terão um encontro com o prefeito.

Eles irão discutir o ingresso na base aliada. “O prefeito sabe da importância do partido Democratas. O partido tem hoje dois vereadores  na capital. E sabe da nossa importância política.  Ele quer tratar bem o nosso partido e sabe da importância do partido para administração”, disse.

Markim afirma que a aproximação não passa pela negociação por cargos. “A discussão no momento não passa por cargos. Todos os vereadores estão solícitos ao prefeito. Queremos ajudá-lo a administrar Teresina. Os dois vereadores estão à disposição”, disse. 

Senador Marcelo Castro adere à moção de apelo mundial por vacinas para o Brasil

Foto: RobertaAline/CidadeVerde.com

O senador piauiense, Marcelo Castro (MDB), aderiu à moção de apelo internacional do Senado Federal, juntamente com 64 senadores. O documento  chama  atenção do mundo para a atual situação do país diante da Covid-19 e destacando a urgência de uma vacinação mais ampla e rápida.

No texto, senadores destacam que o Brasil se tornou o epicentro mundial da pandemia, representando risco real para o mundo, e citam a atual média móvel de 72 mil novos casos e mais de 2 mil óbitos por dia. "Portanto, necessitamos urgentemente vacinar no mínimo um terço (1/3) da população brasileira, o que equivaleria a receber 100 milhões de doses no curto prazo", defendem.

 

Dr. Pessoa nega saída de secretário e mudança na equipe administrativa

Foto: RobertaAline/CidadeVerde.com

O prefeito Dr. Pessoa (MDB) nega que esteja pensando em realizar mudanças na equipe administrativa. Nos bastidores da Prefeitura de Teresina circulavam a informação de que o secretário de Governo, Adolfo Nunes, poderia deixar a pasta.

Porém, Dr. Pessoa nega. Segundo ele, não haverá mudanças na administração. “Na minha cabeça, que sou o gestor maior da prefeitura, nunca passou nem perto dos meus pensamentos”, afirmou.

Alguns aliados também falam na possibilidade de mudança no comando da Semcaspi com a saída da secretária, Eliana Lago. Porém, a prefeitura não confirma. 

Secretário João Henrique Sousa testa positivo para a covid-19

Foto: Arquivo/CidadeVerde.com

O secretário Municipal de Planejamento, João Henrique Sousa, testou positivo para a covid-19. A informação foi repassada pela comunicação da Prefeitura de Teresina. O gestor encontra-se em afastamento do trabalho e segue tratamento médico.

João Henrique ocupa uma pasta estratégica na administração estadual. Ele é acompanhado pela  médica Luana Chaib. 

Veja nota:

A prefeitura de Teresina informa que o secretário de planejamento, João Henrique de Almeida Sousa testou positivo para COVID-19 nesta segunda-feira (23).

O gestor apresenta sintomas leves da doença e permanece em isolamento em casa, sendo acompanhado pela médica Luana Chaib.

A Prefeitura deseja pronta recuperação ao chefe do planejamento municipal.

Ronney Lustosa afirma que Mão Santa é opção do DEM para 2022

Foto: Arquivo/CidadeVerde.com

O presidente estadual do DEM, Ronney Lustosa, afirma que o partido terá candidato próprio ao governo do Estado em 2022. O nome mis cotado dentro da sigla é do ex-governador e prefeito de Parnaíba, Mão Santa. 

Para Ronney, Parnaíba é hoje o símbolo da oposição ao governo de Wellington Dias (PT) e a administração petista no estado.  O nome do ex-senador Heráclito Fortes também é lembrado.

“O deputado Heráclito pode ser candidato a qualquer coisa que ele quiser. Temos ele como um grande líder. Mão Santa fez uma excelente administração.   O parnaibano o consagrou com uma votação esmagadora nesse primeiro mandato. Hoje Parnaíba é o berço da oposição do Piauí. Nada mais lógico de que ele seja um nome para buscar o governo. Isso vai depender dele. São conversas que vão acontecer. O que se tem de concreto é que pretendemos ter uma candidatura própria para prefeito”, afirmou. 

Jeová Alencar nega oposição camuflada na base de Dr. Pessoa na Câmara

Foto: RobertaAline/CidadeVerde.com

O presidente da Câmara de Vereadores, Jeová Alencar (MDB), nega que exista oposição camuflada na base de Dr. Pessoa  (MDB), na Câmara de Teresina. Segundo ele, o prefeito possui uma base unida, que  possibilita condições de trabalho à administração. 

O assunto voltou a ser discutido nos bastidores da Câmara, depois que o vereador Joaquim do Arroz (MDB) apresentou requerimento propondo lockdown de 12 dias. A proposta foi aprovada e gerou um mal-estar com a prefeitura.

“Ainda acredito que Dr. Pessoa não tem oposição na Casa. Ainda é o momento de pensar na cidade. Questões políticas e pessoais devem ficar para depois. O Dr. Pessoa não tem oposição. Mas isso mostra que essa casa é independente e que os vereadores têm suas convicções. Isso é importante. Às vezes se fazendo uma crítica construtiva, ajuda muito mais do que só falando amém. Acredito que é necessário estarmos unidos. Ele tem a união para que ele possa fazer uma boa administração e possa tomar as medidas para cuidar da cidade”, afirmou.

Jeová Alencar afirma que não se deve tornar a discussão pessoal. “É uma página virada. O vereador Joaquim do Arroz entendeu que o melhor seria o lockdown. É algo feito no mundo todo. Ele agiu de forma consciente e descente e foi aprovado. Nesse momento, fazer política de A e de B é a pior opção.”, afirmou.

Ciro critica postura de Bolsonaro em relação à pandemia, mas nega crise

Foto: RobertaAline/CidadeVerde.com

O presidente nacional do Progressistas, senador Ciro Nogueira, um dos principais nomes do chamado Centrão, tem endurecido o tom de críticas à postura do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), diante da pandemia. Ciro pede mudanças na postura do presidente, como o fato dele gerar aglomerações e não usar máscaras.

Apesar das críticas, ele afirma que o Progressistas seguem com o apoio ao presidente. "Não existe nenhum atrito. Nunca estive tão próximo ao presidente. Todas as críticas que faço são críticas construtivas. É o que acho que deve ser feito no futuro. Nossa aliança se encontra mais do que consolidada", afirmou.

Além de pedir mudança na postura de Bolsonaro, Ciro Nogueira cobra maior união, também, dos governadores. 

"No que diz respeito ao distanciamento, evitar aglomeração, usar a máscara e focar na vacinação. É o momento de todos nós nos unirmos. O governo federal, estadual, municipal, o empresariado, a mídia, Legislativo e Judiciário. Não é o momento de buscar culpados. Temos que buscar imunizar a população e aumentar a assistência aos hospitais nas formas de combater essa pandemia", afirmou.

Deputado propõe inclusão dos músicos no auxílio anunciado pelo governo

O deputado estadual Marden Menezes apresentou emenda à proposta de auxílio emergencial do Governo do Estado, para empresas e trabalhadores do setor de bares, restaurantes e eventos. O líder da bancada de oposição na Assembleia divulgou documento onde inclui os “MEI’s” (Microempreendedores Individuais) e músicos que atuam no setor, dentre as categorias a serem beneficiadas.

 “Estamos vivendo um período com alta de preços, da gasolina, da cesta básica, dos medicamentos e a completa falta de renda dessas famílias. O valor de R$ 1.000 pago em uma única vez, ou talvez dividido em duas parcelas de R$ 500,00, ajudaria em muito pouco, ou quase nada,  categorias que estão sofrendo, sem nenhuma renda. É preciso que as ações do Governo do Estado sejam concretas e tenham efetividade na prática. As alterações que propusemos são razoáveis e financeiramente possíveis para o Governo”, destacou

Férias

A colunista entrou de férias por 15 dias. 

Posts anteriores