Cidadeverde.com

Mainha confirma convite para ser secretário de Wellington Dias

Foto: Arquivo Cidade Verde

O presidente no Progressistas em Teresina, o ex-deputado federal Mainha,confirmou convite para ser secretário no governo Wellington Dias. Ele pode ser o nome do partido que irá ocupar uma pasta na nova gestão petista que será anunciada no final do mês.

"Eu conversei com o governador Wellington Dias e ele me fez o convite. Não conversamos sobre em que pasta seria. Não queremos pressionar o governador. O nosso presidente nacional Ciro Nogueira está à frente das conversas", afirmou.

Nos bastidores, a informação é que Mainha ficasse com a Secretaria de Meio Ambiente. A pasta era da cota do PDT quando foi ocupada pelo ex-deputado Ziza Carvalho que depois se filiou ao PT.    

Mainha também falou sobre a aliança do Progressistas com o prefeito Firmino Filho e os dois caminharem juntos nas eleições estaduais de 2022. 

"É cada vez mais forte a parceria entre o Progressistas e o prefeito Firmino. Trabalhamos para manter isso em 2020 e 2022. Mas em política não se pode fazer previsões para longo período, mas pelo trabalho feito acreditamos que a parceria será duradoura. Não é descartada a possibilidade do prefeito Firmino ser candidato ao governo em 2022 com o apoio do senador Ciro Nogueira e do Progressistas", projetou Mainha.

 

Stanley Freire faz críticas ao governo e se posiciona na oposição

Foto: Roberta Aline / Cidadeverde.com

O suplente de vereador Stanley Freire assumiu o mandato na Câmara na semana passada. Na manhã desta quinta-feira  (11), ele fez o primeiro discurso na Casa com críticas ao governo de Wellington Dias ( PT).

O vereador fez parte do governo e antes da eleição de 2018 foi coordenador de Psicultura. Ele foi indicado a pasta após acordo entre o ex-deputado federal Silas Freire, pai do vereador, e o governador Wellington Dias.

Fora da base, Stanley criticou a gestão da saúde do Estado. Ele afirma que pacientes renais correm risco de morte por falta de medicamentos. Segundo o parlamentar,  a falta de medicamentos se deve a problemas burocráticos na licitação.

"Será que o governador vai esperar alguém morrer para fazer alguma coisa? Temos o caso de uma pessoa que se encontra na cadeira de rodas por falta de medicação", declarou.

O grupo político de Stanley rompeu com o governador e apoiou o ex-deputado Dr. Pessoa na disputa pelo governo do Estado. Ele assumiu a vaga na Câmara após aproximação política entre Silas Freire e o prefeito Firmino Filho (PSDB).

Em reposta às críticas, o vereador Dudu (PT) entrou em contato com o secretário de Saúde, Florentino Neto. De acordo com o secretário, faltam três medicamentos. Segundo ele, o estado trabalha para resolver o impasse no processo de licitação.

Solidariedade faz convenção e entrega título de cidadania a Paulinho da Força

Foto:RobertaAline/CidadeVerde.com

O deputado estadual Evaldo Gomes assume oficialmente a presidência do Solidariedade do Piauí. A posse ocorrerá durante convenção estadual da sigla no dia 25, em Teresina. O partido se prepara para a eleição de 2020. 

Na Câmara de Teresina, o Solidariedade passa a ter dois vereadores. Além de Dourado, o deputado Gustavo Gaioso também vai para o Solidariedade. O partido conversa ainda com os vereadores Enzo Samuel (PCdoB) e Stanley Freire (PR).

 Durante o evento, o presidente nacional da sigla e deputado federal de São Paulo, Paulinho da Força, receberá o Título de Cidadania Teresinense. A proposta do título é do vereador, Fábio Dourado. 

Wilson Martins e deputados do PSB fazem acordo de saírem juntos do partido

Foto:WilsonFilho/CidadeVerde.com

A saída do ex-governador Wilson Martins  da presidência do PSB é vista como uma questão de tempo.  O acordo no diretório do partido, no Piauí, é que Wilson e os deputados da sigla sigam juntos para uma nova legenda.

Além dele, o deputado federal, Átila Lira, o deputado estadual, Gustavo Neiva, e o ex-deputado, Rodrigo Martins, negociam a filiação a uma nova sigla. Eles conversam com outras siglas de oposição ao governo de Wellington Dias (PT) como o PSDB e o DEM. 

No caso dos deputados Átila Lira e Gustavo Neiva a mudança de partido deve ocorrer apenas com a abertura da janela política para os parlamentares. Sem mandatos, Wilson e Rodrigo Martins devem participar da eleição municipal de 2020 já em uma nova sigla. 

“A idéia é que o grupo siga unido. Sempre tivemos um bom relacionamento. Todas as nossas decisões precisam ser tomadas em conjunto. Conversamos nesse sentindo. Que se ficarmos ou sairmos, vamos seguir unidos. Temos convites de alguns partidos. Manteremos o diálogo. Mas sempre à frente teremos o governador Wilson Martins”, diz Gustavo Neiva. 

A mudança de partido se deve a divergências de posições políticas entre o diretório do Piauí e o nacional. No cenário nacional, o PSB apóia o PT. No Piauí, o grupo do partido faz oposição ao governador Wellington Dias. 

João Henrique diz que saída da presidência do Sebrae é “política”

Foto:Arquivo/CidadeVerde.com

O presidente nacional do Sebrae, João Henrique Souza, deve ser destituído do cargo em reunião do conselho deliberativo que irá ocorrer no dia 17. Em entrevista à coluna, ele afirma acreditar que a saída foi motivada por questões políticas.

João Henrique afirma encontra-se tranqüilo com o trabalho que foi desenvolvido nos últimos meses que esteve à frente do órgão. “Estou tranqüilo. Sei que deverei ter o mandato cassado, mas fiz um bom trabalho. Vejo como uma questão política. A forma como estou saindo, sem motivo, mostra isso”, declarou.

O ex-ministro assumiu o cargo devido à relação política com o ex-presidente Michel Temer (MDB). Com o episódio da prisão do ex-presidente, a pressão para que João Henrique saísse do cargo aumentou. 

A destituição dele do cargo é vista como influência direta do ministro da Economia, Paulo Guedes. Nos bastidores a informação é que o ministro deve indicar Carlos Mello para o cargo. 

Janaína, Zé Santana e Hélio Isaías podem compor novo governo

Os partidos aliados do governador Wellington Dias (PT) na Assembleia Legislativa do Estado avaliam que o governador deve convocar quatro deputados para secretarias. Caberá ao MDB, Progressitas, PT e PTB realizarem as indicações.

No MDB, o partido discute a volta do deputado José Santana ao governo. O partido não descarta a possibilidade dele reassumir o comando da Secretaria de Assistência Social (Sasc). 

A indicação do Progressitas poderá ser o deputado Hélio Isaias. Ele já foi secretário de Defesa Civil do Estado.

No PTB, o nome mais cotado é da deputada Janaína Marques. O deputado Nerinho deve permanecer na Casa. Janaína já foi secretária de Infraestrutura na gestão passada.

Com a convocação dos quatro deputados, os suplentes Warton Lacerda (PT), Ziza Carvalho (PT), Cícero Magalhães (PT) e Belê Medeiros ( PP) assumem cadeiras na Assembléia.

Essas convocações devem ocorrer até junho, mas para o segundo semestre novas convocações podem ocorrer. O número de suplentes pode chegar até 10.

Joaquim do Arroz ameaça entrar com representação contra R. Silva

Foto: Roberta Aline / Cidadeverde.com

A sessão plenária desta quarta-feira (10) na Câmara de Vereadores foi marcada pela discussão entre os vereadores Joaquim do Arroz (PRP) e R. Silva (PP). O vereador do PRP ameaça entrar com uma representação contra o progressista por quebra de decoro.

R. Silva discursava no plenário da Casa e criticava a saúde pública do Estado. Segundo ele, Teresina tem sido prejudicada pela falta de repasse para a saúde. A dívida seria de R$ 26 milhões.

Aliado do governador Wellington Dias ( PT), o vereador Joaquim do Arroz reagiu. Ele acusou o prefeito de não investir em saúde preventiva. Ele afirma que os bairros da capital são sujos e cheios de luxo.   

R. Silva não incorporou o aparte de Joaquim por não consider verdadeiro. Joaquim reagiu e disse estar sendo chamado de mentiroso. O vereador pediu ao presidente da Casa, Jeová Alencar, que a representação seja instaurada.

Jeová pediu calma aos parlamentares. Na Casa, as discussões que envolvem comparações entre as gestões do governador Wellington Dias e do prefeito Firmino Filho (PSDB) têm terminado em discussão.

R. Silva tem fortes ligações políticas com o prefeito Firmino Filho. Apesar de ser do Progressistas, que integra a base do governador Wellington Dias (PT), o vereador faz duras críticas ao governo. 

Foto: Roberta Aline / Cidadeverde.com

Vice-presidente General Mourão pode virar cidadão piauiense

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

O deputado Henrique Pires (MDB) apresentou projeto de concessão de título de cidadania piauiense ao vice-presidente da República, Hamilton Mourão. A justificativa para o título se deve a raízes que o vice-presidente possui no Estado.

A origem do vice-presidente vem do município de Pedro II. O avô dele que também se chama, Hamilton Mourão, nasceu na cidade. Apesar da origem piauiense, o vice-presidente nasceu no Rio Grande do Sul.

No Piauí, ele tem parentesco com personalidades como o desembargador federal,  Carlos Augusto Brandão de Carvalho. Ele possui primos em Pedro II.

No próximo dia 26, Mourão visitará o Piauí. Ele participará da Convenção Lojistas do Piauí. Ele vem a convite do senador Elmano Férrer (Podemos). 

A proposta será apreciada no plenário da Assembleia Legislativa. 

Insatisfeito com critério, PT quer convocação de três suplentes na Assembleia Legislativa

Foto:RobertaAline/CidadeVerde.com

O PT, partido do governador Wellington Dias, é voz isolada na base aliada com relação ao critério que deve ser utilizado, pelo governador, para a composição do novo governo. O partido quer que o espaço de cada legenda possa ser definido com base no número de votos recebidos pelas legendas na eleição de 2018. 

As demais bancadas reagem e defendem que o critério seja o tamanho da bancada. Com a sinalização do governador de que o tamanho da bancada terá grande peso nas definições, o partido pressiona agora para que o governador convoque os suplentes da legenda. 

Para isso, deputados devem assumir secretarias no governo. O PT tem os três primeiros suplentes que esperam convocação. São eles: Warton Lacerda, Ziza Carvalho, Cícero Magalhães. Hoje a legenda tem cinco deputados. Pela convocação dos suplentes, deputados como Franzé Silva e Fábio Novo podem retornar ao governo. 

 

PSDB de Teresina anuncia convenção municipal com discurso de renovação

Foto:GabrielPaulino/CidadeVerde.com

O PSDB de Teresina realiza no próximo sábado (13) a convenção municipal da legenda. O encontro irá reunir as principais lideranças da sigla, que focam no discurso de renovação do partido.

O prefeito Firmino Filho tem comandado esse processo com convites para filiação de lideranças, que já integraram os quadros do partido no passado. É o caso do ex-governador Wilson Martins, que atualmente é presidente do PSDB, e do ex-deputado Robert Rios, filiado ao DEM.

Nacionalmente, o partido também passa por um processo de renovação política. O governador de São Paulo, João Dória, trabalha para assumir a presidência da sigla.  No Piauí, Dória tem o apoio de Firmino.

O vereador Edson Melo assumirá o comando do PSDB na capital. Ele substitui a suplente de vereador, Luciana Sebim. 

Posts anteriores