Cidadeverde.com

Governador diz que respeitará decisão de quem deixar a base aliada

Foto: RobertaAline/CidadeVerde.com

O governador Wellington Dias (PT) prepara uma reorganização da base aliada visando às eleições de 2022. O processo da eleição de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado e a decisão do Senado de barrar o retorno das coligações proporcionais exigem uma reestruturação.

Além disso, ele quer ter certeza de quem segue com a base ou vai para oposição. Existem dúvidas quanto aos deputados do Progressistas, e também, de alguns partidos assediados pela oposição. 

“As decisões quem tomam são os partidos. Na verdade sou um apaixonado pela democracia, um respeitador das decisões partidárias. O que escuto é que temos um time da melhor qualidade com chances reais de bons resultados. Em 2022 vamos tratar da melhor estratégia para que possamos ter condições de vitória a um projeto que compreendo ter o Piauí em outro patamar”, afirma. 

 

Rafael Fonteles confirma que está à disposição para ser candidato em 2022

Foto: Roberta Aline/Cidadeverde.com 

O secretário de Fazenda, Rafael Fonteles, confirmou que colocou o nome à disposição do PT para ser candidato ao governo em 2022. Segundo ele, a discussão  será intensificada apenas no ano que vem.

"Já coloquei. Nosso nome está à disposição do PT. Sou filiado há muito tempo. Nos colocamos à disposição para o ano que vem. Agora é trabalho", disse. 

Essa é a primeira vez que ele se coloca de forma clara como pré- candidato. A declaração de Rafael ocorre após  críticas da oposição, liderada pelo ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira.

Rafael Fonteles disse que a oposição se encontra em desequilíbrio. 

"Vejo com naturalidade essas críticas da oposição. Notamos um certo descontrole emocional de alguns líderes da oposição. A nossa resposta, como diz o nosso governador, é trabalho, trabalho, cada vez mais trabalho para focar na solução  dos problemas do Piauí. Nossa posição é de só  discutir eleição em ano eleitoral", disse.

 

 

 

Marcelo Castro diz que rejeição de coligações fortalece partidos

Foto: RobertaAline/CidadeVerde.com

O senador Marcelo Castro (MDB) defende a decisão do Senado, que rejeitou o retorno das coligações proporcionais para a eleição de 2022.  Para ele, a decisão garante o fortalecimento dos partidos políticos.

"Em 2017, nós demos um passo muito decisivo no sentido de fortalecer os partidos políticos, que foi a proibição de coligações proporcionais, que, na prática, é a negação da existência do partido político. Esse avanço nós vamos concretizar, impedindo que as coligações proporcionais retornem ao texto constitucional", disse.

 

Gessivaldo Isaías decide enfrentar Franzé na disputa por vice-presidência da Alepi

Foto: Montagem/CidadeVerde.com

O deputado Gessivaldo Isaías (Republicanos) anunciou que pretende concorrer à vaga de vice-presidente da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi). A vacância foi aberta após renúncia da deputada Flora Izabel, que assumiu o cargo de conselheira do Tribunal de Contas do Piauí.

Gessivaldo enfrentará o PT na disputa que pretende indicar o substituto de Flora. O partido do governador Wellington Dias (PT) já tem o nome do deputado Franzé Silva para a vaga. A eleição será em outubro. 

Desde o processo de eleição do TCE, os deputados mostram insatisfação com o fato do PT ocupar vagas demais na coligação governista. 

 “Estou no meu terceiro mandato, atualmente sou ouvidor da Assembleia e me sinto preparada para ser vice-presidente. A intenção em disputar essa vaga é uma construção de diálogos com os meus pares e demonstrando assim a nossa intenção e capacidade. Me sinto preparado.” declarou Gessivaldo.

 

Elizângela Moura assume vaga na Assembleia Legislativa no lugar de Hélio Isaías

Foto: RobertaAline/CidadeVerde.com

A deputada estadual Elisângela Moura (PCdoB) volta ao Plenário da Assembleia Legislativa, após o licenciamento do deputado Hélio Isaías (PP). O parlamentar reassumiu o comando da secretária de Transportes.

Hélio Isaías havia retornado à Assembleia no dia 14 de setembro para participar da eleição, que resultou na escolha da então deputada estadual Flora Izabel (PT) para o cargo de conselheira do Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Filiada ao PCdoB a deputada devem migrar para o PT em 2022. A deputada busca a legenda como forma de viabilizar a eleição no próximo ano. 

TRE-PI reforma sentença de juiz e mantém prefeito e vice no cargo em São João da Fronteira

O Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE -PI), deu provimento ao recurso interposto  pelo defesa do prefeito do município de São João da Fronteira, Antonio Erivan Rodrigues Fernandes, conhecido como Erivan O Congo. A decisão reforma a sentença do Juiz da 21ª zona eleitoral, comarca de Piracuruca, que havia determinado a perda dos diplomas do prefeito e do vice-prefeito, Agostinho Ferreira. 

Segundo o advogado eleitoralista Leonardo Airton, que conduziu a defesa do prefeito, tanto Erivan quanto o vice manifestam plena convicção que não cometeram nenhum ilícito eleitoral em todo o período de campanha.

 

Flávio Nogueira garante filiação ao Republicanos para disputa eleitoral de 2022

Foto: RobertaAline/CidadeVerde.com


O deputado estado estadual Flávio Nogueira Júnior afirma esperar apenas a abertura da janela política do próximo ano para se filiar ao Republicanos. A legenda receberá a filiação dele e do deputado federal, Flávio Nogueira, para a formação da chapa proporcional de 2022.

Os dois parlamentares estão de saída do PDT após desentendimentos com a direção nacional da sigla. A permanência na legenda ficou insustentável após o deputado federal votar a favor da reforma da previdência contrariando orientação nacional de ser contra a medida.

“Dei minha palavra ao Republicanos e vamos cumprir. Vamos esperar a janela. Agora não tem como nos filiarmos porque a lei proíbe. Se o PDT fosse gentil em nos liberar, mas não é possível a desfiliação agora”, destaca. 

 

Deputado Marcos Aurélio visita obras e fecha parcerias visando eleições 2022

Foto: Ascom/Parlamentar

O deputado federal Marcos Aurélio está visitando Bom Jesus e demais municípios da região, como Alvorada do Gurguéia, Palmeira, Currais, Avelino Lopes e Curimatá. O deputado se prepara para a campanha de reeleição pelo MDB. O partido busca formar uma chapa forte e amplia as cadeiras de uma para duas na Câmara Federal. 

O parlamentar afirma que o objetivo é analisar a situação dos municípios, conversar com prefeitos, lideranças e verificar a aplicação dos recursos que foram destinados.  Em Alvorada do Gurguéia, o deputado destinou R$ 300 mil de emenda parlamentar, além de valores para calçamento e kit agrícola. Para Bom Jesus, ele destinou  mais de R$ 1 milhão para calçamento, dentre outros benefícios.

Deputado Hélio Isaías retorna à Secretaria de Transportes

Foto: Arquivo/CidadeVerde.com

O governador Wellington Dias (PT) reconduziu o deputado Hélio Isaías (Progressistas) à Secretaria de Transportes. A nomeação saiu no Diário Oficial do estado desta segunda-feira (20). O governador também renomeou Aurisonia Rodrigues Teles Dodth para o cargo de diretora administrativo-Financeiro da pasta.

A exoneração de Aurisonia foi vista como um sinal de rompimento político  entre Hélio e o governador. Apesar de ser do Progressistas, Hélio é da base do governador Wellington Dias.

Hélio pediu afastamento da pasta para votar na eleição de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE). Ele não votou na candidata governista Flora Izabel. O deputado declarou voto em José Santana (MDB), que na reta final desistiu da disputa e declarou apoio a Flora. 

 

Flávio Júnior nega mágoa, mas diz esperar conversa com o governador

Foto: RobertaAline/CidadeVerde.com

O deputado Flávio Júnior (PDT) ainda não retornou à Secretaria de Turismo. Ele pediu afastamento da pasta para voltar à Assembleia Legislativa do Estado para concorrer à vaga de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado.

Momento antes da eleição, o deputado retirou a candidatura. Apesar da tensão provocada pela eleição, o deputado nega qualquer magoa e diz que vai conversar com o governador Wellington Dias (PT) para definir o retorno à secretaria. 

“Preciso conversar com o governador. Após essa conversa certamente direi se retorno ou permaneço na Casa. A eleição passou. Era uma disputa. Embora tivéssemos 10 candidatos, quatro eram postulantes da Casa, colegas e amigo e  embora sabemos que 1 foi vencedor, mas quatro eram candidatos.  Alguns pensavam que venceriam, mas só cabe 1. Já passou. Foi superado. Agora é focar em 2022. Não  tem nada impossibilitando o nosso retorno. É só uma conversa. Não tem qualquer problema na base aliada”, destaca. 

Apesar de Flávio negar crise na baixa, o deputado Wilson Brandão (Progressistas) é dúvida na base. Ele chegou a afirmar que a “pressão e opressão” resultou na vitória de Flora Izabel na disputa pela vaga de conselheiro. 

Wilson era secretário de Mineração e, também, ainda não retornou para a pasta. 

 

Posts anteriores