Cidadeverde.com

Areia invade asfalto e fecha avenida na Orla de Atalaia

  • Orla_9.jpg Fábio Lima/CidadeVerde.com
  • Orla_8.jpg Fábio Lima/CidadeVerde.com
  • Orla_7.jpg Fábio Lima/CidadeVerde.com
  • Orla_6.jpg Fábio Lima/CidadeVerde.com
  • Orla_5.jpg Fábio Lima/CidadeVerde.com
  • Orla_4.jpg Fábio Lima/CidadeVerde.com
  • Orla_3.jpg Fábio Lima/CidadeVerde.com
  • Orla_2.jpg Fábio Lima/CidadeVerde.com
  • Orla_1.jpg Fábio Lima/CidadeVerde.com

A poucos dias das férias, a ação dos ventos preocupa turistas e autoridades em Luís Correia, a 340 quilômetros de Teresina. Por causa deles, a areia segue invadindo as principais vias e prejudicando o trânsito na cidade. Nesta quinta-feira (19), por exemplo, o asfalto da avenida da Orla de Atalaia ficou praticamente todo coberto de areia. Enquanto o problema cresce, Prefeitura e Governo do Estado buscam uma solução para a questão.

Prefeita de Luís Correia, Adriane Prado afirmou ao CidadeVerde.com que a responsabilidade da retirada da areia do asfalto da Orla de Atalaia é do Governo do Estado. Mesmo assim, ela garante que a administração municipal está tomando providências para resolver a situação.

"A gerência da orla, por decreto, é do Governo do Estado. Mas nós ainda não conseguimos sentar com o secretário de Turismo (Flávio Nogueira Júnior) para tratar do assunto. Talvez a gente consiga uma audiência na próxima terça-feira", argumentou Adriane Prado.

"Mas nós sentamos com os barraqueiros e fizemos uma programação. Estamos tirando a areia uma dia sim, um dia não. Essa semana chegou uma máquina do Estado para dar suporte. Mas realmente a situação do vento é muito grave", complementou.

O secretário estadual de Turismo, Flávio Nogueira Júnior, negou que a responsabilidade da retirada da areia da Orla de Atalaia seja do Governo do Estado, mas afirmou que a Setur já se movimenta para auxiliar na solução da questão.

"A limpeza da cidade e a retirada da areia é da Prefeitura de Luís Correia. Mas já autorizei uma licitação provisória de 12 meses para a retirada da areia não apenas da Orla de Atalaia, mas da estrada da Lagoa do Portinha e de Ilha Grande. É uma medida paliativa enquanto não se resolve o problema total".

Flávio Meireles
flaviomeireles@cidadeverde.com