Cidadeverde.com

Tiradentes sofre três gols e perde estreia no Brasileirão Feminino

Foto: Cabanas em Campo

Não foi, nem de longe, a estreia que a Sociedade Esportiva Tiradentes esperava. Na terra do Tacacá, teve taca lá em Belém (PA). 

Na estreia na fase de grupos do Brasileirão Feminino Série A2, nossas meninas foram derrotadas por 3 a 0 pela Escola Superior Madre Teresa (Esmac). O jogo aconteceu na tarde desta quarta-feira (25), no estádio da Tuna Luso. 

As donas da casa saíram na frente com Silvani. Depois, Rayane marcou duas vezes, ainda no primeiro tempo. 

Na próxima rodada, o Tiradentes vai recebr o Vitória (BA). O jogo está marcado para quarta-feira (2), às 15h, no estádio Albertão. 

Antes que você pergunte, o Cidadeverde.com buscou informações sobre o horário da partida. A diretoria do Tiradentes deve analisar a tabela e definir em breve se solicitará mudanças nos jogos em Teresina.

River joga em São Luís para completar calendário de 2019

Foto: Victor Costa / River AC

Para 2019, as vagas na Série D do Brasileirão e Copa do Brasil estão garantidas. Falta só um torneio para fechar o calendário tricolor - que em 2018, não tem mais competições pela frente. 

No último jogo do ano, a despedida do River em 2018 precisa ser com festa - nem que seja na casa do adversário. Nesta quarta-feira (25), o Galo visita o Sampaio Corrêa (MA) em partida que vale vaga na Copa do Nordeste de 2019, a partir de 19h15, no estáido Castelão. O Cidadeverde.com acompanha em tempo real. 

O Sampaio vive um momento de pressão. Ficou fora das semifinais do Campeonato Maranhense, foi eliminado na Copa do Brasil e perdeu o segundo jogo da Série B do Brasileirão para o Guarani (SP). Isso sem contar que vencia o River por 2 a 0 e cedeu o empate, na semana passada, no jogo de ida do Pré-Nordestão. 

É desse momento de pressão que o River quer se aproveitar no jogo desta noite. O goleiro Vitor avalia que um resultado adverso aos maranhenses no fim da primeira etapa - derrota ou empate - aumenta a pressão para os donos da casa. 

Foto: Victor Costa / River AC

- A paciência eu creio que vai ser determinante nesse jogo, principalmente no primeiro tempo.  Devido as circunstâncias que o Sampaio tá, nesses últimos jogos, o time vem mais desesperado e aí entra a desorganização. Eu creio que nesses pontos nós podemos surpreendê-los. 

Para tentar a classificação Tubarão poderá contar com a estreia do meia Esquerdinha, ex-Altos. O jogador chegou ao Sampaio confiante na classificação - e já conhece bem o tricolor piauiense.

Reprodução/TV Difusora/SBT Maranhão

- O Sampaio tem um elenco forte. O River também vai brigar, o 2 a 2 deu a esperança para o River. Vai ser um jogo difícil. Mas eu acredito que o Sampaio vai fazer uma grande partida. 

Quem vencer, fica com a vaga. Em caso de empate por qualquer número de gols, a decisão vai para as cobranças de pênaltis. 

 

Tiradentes estreia na fase de grupos do Brasileirão Feminino

Foto: Marcos de Paula/Arquivo/Allsports

Depois de golearem o Santana, do Amapá (4 a 0), na fase preliminar, as meninas do Tiradentes estreiam agora na fase de grupos do Campeonato Brasileiro Feminino Série A2. 

Nesta quarta-feira (25), as tigresas enfrentam a Esmac (PA), no estádio da Tuna Luso, em Belém do Pará. O jogo começa às 15h. 

Será o primeiro jogo do Tiradentes sem Valéria. A atacante da seleção brasileira sub-20 foi contratada pelo Audax (SP). Mas o técnico Toinho tem uma boa equipe para repetir 2017 e chegar pelo menos até as semifinais - acabaram eliminadas pela Portuguesa (SP). 

A Série A2 do Brasileirão Feminino é dividida em dois grupos, com oito equipes cada. Os times se enfrentam apenas em jogos de ida, sendo que os melhores do ranking fazem um jogo a mais em casa - é o caso do Tiradentes. 

Os dois melhores de cada grupo farão as semifinais. Os finalistas sobem para a Série A1 do ano que vem. 

Elivaldo Barbosa é o Corinthians nos palpites da Rádio Cidade Verde

Ainda tentei apelar para o STJD dos Palpites do Acorda Piauí. Contei com o apoio de Nadja Rodrigues na sustentação oral da minha defesa, mas não deu. Disse o palpite certo e anotei errado. Agora já era. 

Enquanto sigo na lanterna, Elivaldo Barbosa dispara na liderança da nossa competição na Rádio Cidade Verde. É um fenômeno. 

Nos corredores da emissora, nosso jornalista já é chamado de ELÍDERvaldo Barbosa. 

Como bom flamenguista, ele não aceita a comparação com o Corinthians. Até porque, ele já tem mais pontos que o Corinthians. 

Após duas rodadas, a classificação dos palpites do Acorda Piauí é:

1º - Elivaldo Barbosa - 18 pontos
2º - Joelson Giordani - 15 pontos
3º - Fenelon Rocha - 14 pontos
4º - Fábio Lima - 11 pontos

Ouça a íntegra da resenha desta terça-feira (24):

Cidade Esportiva destaca Timão líder e despedida de Júlio César

Fotos: Staff Images/Flamengo

No Acorda Piauí desta segunda-feira (23), destacamos a segunda rodada da Série A do Brasileirão, com o Corinthians líder e o goleiro Júlio César se despedindo do futebol com vitória do Flamengo sobre o América-MG. 

Falamos também da boa estreia dos times piauienses na Série D do Brasileirão, com vitória do 4 de Julho e empate do Altos fora de casa. 

Ouça na íntegra:

Delta Rugby garante vaga no Circuito Brasileiro Feminino

  • delta-4.jpg Foto: Divulgação/Delta Rugby
  • delta-3.jpg Foto: Divulgação/Delta Rugby
  • delta-2.jpg Foto: Divulgação/Delta Rugby
  • delta-1.jpg Foto: Divulgação/Delta Rugby

A equipe piauiense do Delta Rugby conquistou, neste domingo (22), uma das vagas no Circuito Brasileiro Feminino de Rugby Sevens, competição que será disputada em seis etapas ao longo do ano, a partir de agosto. 

Em São Paulo (SP), 12 equipes disputaram as quatro vagas restantes na competição. O Delta conseguiu a classificação após vencer as paulistas do São Lourenço (68 a 0) e da USP (29 a 0) e as capixabas do Vitória (29 a 0) na primeira fase, e depois derrotar as gaúchas do Charrua (14 a 0) nas quartas-de-final. 

Com a classificação garantida, as piauienses ainda jogaram pelo título do torneio seletivo. Na semifinal, venceram Melina, do Mato Grosso (17 a 17) e perderam a decisão para SPAC, de São Paulo (12 a 10). 

Além de Delta, Spac e Melina, o Desterro (SC) também garantiu vaga no circuito brasileiro. 

Tetra em 1994, Ricardo Rocha pede seleção com "concentração acima do absurdo" na Rússia

  • rocha07.jpg Fábio Lima/Cidade Verde
  • rocha06.jpg Fábio Lima/Cidade Verde
  • rocha05.jpg Fábio Lima/Cidade Verde
  • rocha04.jpg Fábio Lima/Cidade Verde
  • rocha03.jpg Fábio Lima/Cidade Verde
  • rocha02.jpg Fábio Lima/Cidade Verde
  • rocha01.jpg Fábio Lima/Cidade Verde

Pernambucano, ídolo do São Paulo, tetracampeão mundial em 1994, Ricardo Rocha tem propriedade para falar sobre a participação do Brasil na Copa do Mundo. E não é só pela carreira como jogador e o tempo que trabalhou como comentarista de TV. O ex-zagueiro jogou com Tite no Guarani (SP), no final dos anos 1980, e conhece bem o treinador da seleção. 

Na quinta-feira, Ricardo Rocha se encontrou com Tite, que foi ao estádio do Morumbi avaliar a atuação de jogadores na partida entre São Paulo e Atlético-PR, pela Copa Sul-Americana. Na noite de ontem (20), o coordenador de futebol do clube tricolor desembarcou em Teresina, e neste sábado (21) participou da inauguração da filial de uma rede de drogarias, na zona Leste da capital. 

Ricardo Rocha posou para fotos e autografou camisas de fãs. Mas é claro que o assunto Copa do Mundo tomou conta das entrevistas. 

O conselho de quem foi eliminado a Copa de 1990 nas oitavas-de-final e conquistou o título quatro anos depois é ter foco total no torneio, que começa em junho.

- Concentração total. Tem que ter uma concentração acima do absurdo. Copa do Mundo é de quatro em quatro anos, são os melhores que estão alí. (...) É atenção total nos 90 minutos, são jogos dificílimos. Copa do Mundo não é fácil. Na primeira fase você ainda pode errar um pouquinho. Mas na outra fase, oitavas, se você errar, vem pra casa. Você precisa estar de olho, ter cuidado, ter uma concentração redobrada. 

Em 1994, Ricardo Rocha disputou a Copa do Mundo nos Estados Unidos, país de dimensões continentais, assim como a Rússia, onde grandes distâncias entre as sedes farão as seleções viajarem muito. Mas o tetracampeão avisa que isso não pode ser usado para justificar desempenhos ruins ao longo do torneio. 

- É ruim pra todo mundo, gente. Não é para o Brasil, é para todos. Ela (viagem) pode ser curta, pode ser longa. Não dá para ficar arrumando desculpa agora. Você perder uma Copa por distância... E outra coisa: os jogos são de cinco em cinco dias. Dá para descansar. Você termina o jogo, pega o avião e se manda. Isso não é desculpa para se perder uma Copa do Mundo. 

Ricardo Rocha aposta no Brasil como um dos favoritos ao título, mas também listou outras equipes que podem chegar lá. 

- Acho que o Brasil é um dos favoritos, sim, por tudo o que está se apresentando. O Brasil tem uma seleção forte. E é claro, algumas seleções também, como Alemanha, Espanha, França, a própria Bélgica, Portugal, enfim. (...) Eu acho que o Brasil está no caminho certo. A chegada do Tite foi importante. 

Ricardo Rocha quer Diego Souza no São Paulo, mas não descarta saída do atacante

Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

Em Teresina, o coordenador de futebol do São Paulo, Ricardo Rocha, disse que ainda acredita no sucesso do atacante Diego Souza no elenco tricolor, ainda que tenha admitido a possibilidade de o clube conversar com o jogador caso surja alguma proposta. A imprensa paulista noticia desde ontem (20) que Diego pode reforçar o Vasco da Gama (RJ). 

Ricardo Rocha conversou com o Cidadeverde.com na inauguração da filial de uma rede de drogarias, na zona Leste da capital, na manhã deste sábado (21). 

- O Diego Souza é do São Paulo. Se tiver alguma coisa interessante e o São Paulo achar por bem, o próprio Diego querer sair, a gente vai conversar. Mas o Diego é do São Paulo, a gente acredita no Diego Souza. Vamos esperar, vamos aguardar. 

Foto: Fábio Lima/Cidadeverde.com

A declaração de Ricardo Rocha reforça informação apurada pelo site Gazeta Esportiva, de que o discurso entre dirigentes tricolores ainda é de ter paciência com Diego Souza e confiança de que, no futuro, ele dará o retorno esperado. Mas a mesma fala do coordenador deixa aberta a possibilidade de negociação. 

Na quinta-feira, o presidente do clube, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, declarou que não estava cogitando negociar o jogador, que virou reserva sob comando de Diego Aguirre e sequer chegou a ser relacionado para o jogo do São Paulo com o Rosario Central, na Argentina, pela Copa Sul-Americana.  

Contudo, vários veículos já noticiam queo São Paulo já teria aceitado receber o meia Evander como parte da negociação com o Vasco. O acerto pode ocorrer ainda neste fim de semana. O entrave é o salário de R$ 650 mil do atacante tricolor. 

Atacante piauiense Juninho é emprestado pelo Sport ao Ceará

No seu perfil no Instagram, o atacante Juninho já mudou a descrição: "Jogador do Ceará Sporting Club". Até a foto é com a camisa do novo time. 

Revelado na base do Sport Recife, o jogador piauiense de 19 foi emprestado pelo clube pernambucano até o fim da atual temporada, ainda que os dirigentes cearenses não tenham feito o anúncio oficial de sua chegada. As informações são da equipe da TV Jangadeiro (SBT Ceará). 

No Sport, Juninho estava sem jogar. Voltou acima do peso após as férias em Amarante, sul do Piauí, e foi afastado ainda em fevereiro. 

No ano passado, o atacante já havia se envolvido em outra polêmica - justo quando vivia um bom momento após ser promovido da base para o time principal do Sport. Em outubro, ele acabou detido sob suspeita de ter agredido a ex-namorada. A defesa de Juninho negou as acusações. A Justiça de Pernambuco marcou audiência de instrução e julgamento do caso para 12 de novembro. 

Por conta do episódio, torcedoras do Ceará já se manifestaram contrárias à contratação do jogador. Mas Juninho já foi visto ontem no treino do Vovô cearense. 

Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife

 

 

Eduardo explica cavadinha em pênalti aos 50 minutos do 2º tempo: "momento ideal"

Fotos: Wilson Filho/Cidadeverde.com

O árbitro deu cinco minutos de acréscimos. Bola na área do Sampaio Corrêa e... É pênalti para o River!

Eduardo vai para a cobrança aos 50 minutos do segundo tempo. É chutar a bola e encerrar o jogo. Ou o River empata em 2 a 2 ou perde em casa por 2 a 1.

O atacante do Galo pensou: em qual canto eu vou chutar? Mandou no meio, de cavadinha, frio e calculista. 

- É um momento que ninguém espera. Foi a melhor maneira que eu vi de fazer o gol, já que o goleiro deles é bem grande. Eu pensei que se eu batesse no canto e ele fosse, ele iria pegar. E é o momento que ele não tá esperando também ninguém fazer isso. Acho que é o momento ideal para fazer umas loucuras assim. 

A torcida que vaiava o time, aplaudiu. Afinal, Eduardo já havia feito o primeiro gol do tricolor piauiense. E depois de balançar as redes, o atacante devolveu as vaias com beijos. 

- Nada melhor do que mandar beijo pra eles do que explodir de outra forma (risos). 

O artilheiro do Galo com 7 gols neste ano valorizou o empenho da equipe, que vem da ressaca da derrota na final do Campeonato Piauiense por 4 a 2 para o Altos e saiu atrás no placar contra o Sampaio. 

- Lutamos até o final. É difícil você reverter um jogo perdendo de dois em casa, a torcida vaiando a gente. A equipe mostrou força e um poder de reação muito grande. 

Além da luta do time, há uma luta pessoal de Eduardo. Sentindo dores musculares, o atacante tem feito fisioterapia para dar conta do ritmo de jogos. Quando muitos imaginam que ele será substituído no segundo tempo, o jogador fica em campo até o final - imagina bem aí se ele não tivesse aguentado seguir em campo... 

- É uma superação. Vocês estão sabendo que eu estou há dois jogos com um certo problema físico. A gente vem tratando e vai dando para jogar os 90 minutos. Agora vamos ter uma semana completa para trabalhar, descansar, fortalecer a musculatura, e na próxima quarta eu vou estar 100%.

Eduardo vive um bom momento. Está feliz, otimista, satisfeito com a superação pessoal e inspirado. O passe para Fabiano no primeiro gol do River contra o Altos, na decisão do estadual, foi uma demonstração disso. Se o River se inspirar nele, o Sampaio que se cuide no jogo de volta. 

Posts anteriores