Cidadeverde.com

Vice-artilheira da Copa Cidade Verde quase trocou futebol por emprego em farmácia

Fotos: Yasmim Cunha/Cidadeverde.com

Ela deixou o futebol para trabalhar em uma farmácia. E hoje disputa a artilharia da Copa Cidade Verde de Futebol Feminino Sub-17. 

Kedma Laryssa Santos Araujo é do bairro Mafrense, zona Norte de Teresina (PI). E sempre foi apaixonada por futebol. 

- Desde criança eu sempre gostei de jogar bola. Pegava a bola e saía correndo... 

Há cinco anos, a jovem passou a vestir a camisa da Sociedade Esportiva Tiradentes. Mas o tempo foi passando e a vida impôs outras necessidades. 

- Eu tive que dar uma parada porque eu comecei a trabalhar. Foi o momento mais difícil da minha vida, porque futebol é uma coisa que eu amo, e ter que parar me doeu muito. 

Kedma foi menor aprendiz em uma rede de drogarias em Teresina. Depois de quase um ano afastada dos gramados, voltou a treinar para disputar a Copa Batom, o Campeonato Piauiense e o Campeonato Brasileiro com o Tiradentes. Conseguiu conciliar estudo, trabalho e treinos até setembro. 

Há algumas semanas, o contrato de menor aprendiz terminou. Kedma poderia buscar a efetivação no emprego e ter uma renda a mais para sua família. Mas...

- Eu optei pelo futebol mesmo. Não quis me efetivar. 

A inspiração da camisa 10 do Tiradentes não vem da camisa 10 da seleção brasileira. Apesar de admirar a rainha Marta, Kedma é fã dos próprios pais, e lembra que sua mãe a ensinou a nunca desistir dos seus sonhos. 

No início de outubro, Kedma foi uma das aprovadas na seletiva da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) realizada em Teresina. Na disputa da Copa Cidade Verde de Futebol Sub-17, ela fez seis gols em dois jogos e briga pela artilharia com Geovanna, colega de Tiradentes que já balançou as redes oito vezes. O time está classificado para as quartas de final do torneio.