Cidadeverde.com

Renê entra para a história e é o primeiro piauiense campeão da Libertadores: "momento único"

  • rene-libertadores-fla-river-9.jpg Reprodução/Instagram: renerodrigues
  • rene-libertadores-fla-river-8.jpg Reprodução/Instagram: renerodrigues
  • rene-libertadores-fla-river-7.jpg Reprodução/Instagram: renerodrigues
  • rene-libertadores-fla-river-6.jpg Reprodução/Instagram: renerodrigues
  • rene-libertadores-fla-river-5.jpg Reprodução/Instagram: renerodrigues
  • rene-libertadores-fla-river-4.jpg Reprodução/Instagram: renerodrigues
  • rene-libertadores-fla-river-3.jpg Foto: Alexandre Vidal / Flamengo
  • rene-libertadores-fla-river-2.jpg Foto: Alexandre Vidal / Flamengo
  • rene-libertadores-fla-river-1.jpg Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

O fim de semana foi de comemoração dupla para Renê Rodrigues Martins, 27 anos. 

O jovem que saiu de Picos para jogar na base do Sport Recife (PE) agora é campeão brasileiro e da Libertadores da América. 

Na conquista do maior título nacional, Renê se junta ao goleiro Toinho, campeão brasileiro com o São Paulo em 1977.

Mas na conquista internacional, ele é o único jogador do estado com esse feito.  

Outros piauienses de projeção nacional e internacional, como o lateral Zé Maria (Portuguesa) e o volante Rômulo (Vasco, Flamengo e hoje no Grêmio), conquistaram outros títulos, mas não foram campeões brasileiros e nem da Libertadores. 

Em 2018, Renê já havia sido eleito o melhor lateral esquerdo do Brasileirão. Virou titular do rubro-negro, desbancando o peruano Trauco. 

Com a chegada de Filipe Luís, jogador de seleção brasileira, Renê virou reserva, mas seguiu sendo aproveitado no time comandado por Jorge Jesus, enquanto outros nomes perderam espaço e saíram do clube. 

Nas redes sociais, o lateral postou fotos ao lado da família e comemorou o título da Libertadores:

- Gloria a Deus por estar vivendo esse momento único, Deus é fiel! 

Em dezembro, Renê pode entrar para a história outra vez, caso o Flamengo conquiste o título mundial.