Cidadeverde.com

Árbitro relata ordem de treinador para jogadores do Timon abandonarem partida

Foto: Luís Júnior/A.A.Altos

A súmula do jogo entre Altos e Timon, pela primeira rodada do Campeonato Piauiense, aponta que o técnico do time timonense, Nivaldo Lancuna, teria ordenado que dois dos seus jogadores, que deixaram o campo alegando lesões, não retornassem ao gramado. A partida foi encerrada aos 34 minutos do segundo tempo porque o Timon, que teve três atletas expulsos, ficou com apenas seis em campo - o que não é permitido pelas regras do futebol. 

A partida de ontem (19), no estádio Felipe Raulino, em Altos, foi vencida pelos donos da casa por 2 a 1. A súmula do árbitro Diego da Silva Castro foi publicada no site da Federação de Futebol do Piauí (FFP) nesta segunda-feira (20) - veja o documento na íntegra.

No documento, que poderá servir de prova para denunciar o Esporte Clube Timon no Tribunal de Justiça Desportiva (TJD), o árbitro relata que os jogadores Vitinho e Rômulo "deixaram o campo alegaram não ter condições físicas para continuar na partida", o que ocorreu após as três expulsões contra o time timonense. Disse que chamou os mesmos para voltarem ao gramado e "os atletas disseram que não retornariam mais para a partida definitivamente".

Porém, o auxiliar Rogério Oliveira Braga relatou, na mesma súmula:

"Aos 33 minutos do segundo tempo, presenciei o Treinador da equipe E.C Timon, Sr. Nivaldo de Oliveira Lacuna dizer a dois atletas de sua equipe que recebiam atendimento fora do campo de jogo que não retornassem mais a partida, fato que informei de imediato para o árbitro, que por diversas vezes solicitou que os atletas retornassem ao jogo, não atendido atendido."

Ainda ontem, o presidente do Timon, Leal Filho, concedeu entrevista e disse que mandou tirar o time de campo em protesto contra a atuação da arbitragem.

Expulsões e não expulsões
Quatro cartões vermelhos foram dados na partida por Diego Castro - três deles contra o Timon. 

O inusitado é que duas expulsões aconteceram no mesmo lance, aos 16 minutos do segundo tempo: Jorge, por acertar a canela de Klenisson, e Ozeias, por pisar no mesmo jogador do Altos quando este já estava caído. 

O Timon ainda perdeu Tonhão, que levou o segundo cartão amarelo. Depois disso, Rômulo e Vitinho alegaram dores para não seguirem na partida. 

Estreante na Série A do Campeonato Piauiense, o Timon também perdeu o preparador de goleiros Péricles Veloso, por reclamação contra a arbitragem. Advertido com cartão amarelo, ele teria dito ao árbitro: "vou fazer um B.O. contra você". 

A súmula aponta ainda sete cartões amarelos em todo o jogo, sendo cinco para o Timon - e não sete, como havia contabilizado o presidente do clube, Leal Filho. 

Um dos cartões amarelos foi para o volante Alex Mineiro, do Altos, que cometeu falta dura em Dênis. O atacante do Timon sofreu um corte no pé direito e precisou de sutura. Essa é uma das reclamações do clube timonense, que prometeu entrar com representação contra o árbitro na FFP. 

Reprodução/Instagram