Cidadeverde.com

Árbitro passa mal, se recupera e apita jogo no Campeonato Piauiense

Fotos: Fábio Lima/Cidadeverde.com

Jogadores de Timon e Flamengo tomaram um susto na noite desta segunda-feira (27), no estádio Lindolfo Monteiro. O árbitro Djalma Alves de Lima Filho, 36 anos, passou mal logo após a execução do Hino Nacional, mas se recuperou minutos depois e apitou o jogo - que terminou empatado em 2 a 2

Timon e Flamengo estavam prontos para posar para as fotos com a arbitragem quando Djalma foi ao chão. Alguns jogadores retiraram a camisa e começaram a abanar o árbitro. 

A ambulância disponível no estádio chegou a ser acionada. Um médico acompanhou Djalma Filho no gramado e constatou que glicemia e pressão arterial estavam normais. 

 

 

Diretores da Federação de Futebol do Piauí (FFP) e do Sindicato dos Árbitros conversaram com Djalma Filho e tentaram convencê-lo a não apitar a partida, mas ele insistiu em começar o jogo. Recuperado, posou para foto com os colegas e apitou o início da partida. 

Sem dar sinais de nenhum outro problema, Djalma Filho apitou o jogo sem demonstrar desconforto - deu até seis minutos de acréscimos no segundo tempo. Exceto por uma reclamação de um pênalti que seria favorável ao Flamengo, o árbitro teve atuação pouco questionada. 

Após o jogo, ele disse que nunca passou por algo parecido, e explicou porque decidiu entrar em campo.

- A comissão de arbitragem ficou preocupada, é evidente, como acredito que todos os envolvidos aqui no evento, queria até me substutir. Mas como eu tinha um trabalho a cumprir, eu tinha uma função a fazer, eu não podia deixar a comissão de arbitragem e a Federação na mão. Reestabelecido, fui pro jogo, corri os dois tempos e, graças a Deus, dei conta da missão.

Djalma Filho é arbitro categoria CD no quadro da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Depois de apitar jogos do Brasileirão Feminino da Série A1 em 2018, o professor de Teresina estreou no ano passado no comando de partidas das Série C e D do Campeonato Brasileiro masculino.