Cidadeverde.com

Sarah Menezes fica fora do pódio em Paris e mais distante de Tóquio 2020

  • paris-sarah-larissa-4.jpg (c) Sabau Gabriela
  • paris-sarah-larissa-3.jpg (c) Sabau Gabriela
  • paris-sarah-larissa-2.jpg (c) Sabau Gabriela
  • paris-sarah-larissa-1.jpg (c) Sabau Gabriela

Sarah Menezes encerrou sua participação no Grand Slam de Paris, na França, com o quinto lugar da categoria meio-leve (-52kg). Neste sábado (8), na disputa pelo bronze, a judoca foi derrotada pela compatriota Larissa Pimenta. 

Na França, Sarah Menezes encerrou a sequência de três competições programadas para conseguir mais pontos no ranking mundial e entrar na briga por vaga nos Jogos Olímpicos de 2020. Volta ao Brasil sem medalha e mais distante de sua quarta Olimpíada. 

Derrotada na segunda luta no Grand Prix de Tel Aviv, em Israel, Sarah Menezes ficou com o quinto lugar no Open de Odivelas, em Portugal, e no Grand Slam de Paris - nestas duas ocasiões, a piauiense foi derrotada pela compatriota Larissa Pimenta, hoje qualificada para Tóquio. 

O prazo para somar pontos no ranking mundial e se qualificar para os Jogos Olímpicos termina em maio. Sarah Menezes ainda pode disputar outros torneios e tentar alcançar Larissa Pimenta. O problema é que a rival continua a vencer suas lutas - inclusive contra a piauiense. 

Desempenho bom e arbitragem questionada
Sarah Menezes chegou a uma semifinal no circuito mundial de judô pela primeira vez desde abril de 2019. 

No caminho em Paris, estreou derrotando a azeri Gultaj Mammadaliyeva na metade da luta. 

No confronto seguinte, mais equilibrado, a brasileira venceu Bokyeong Jeong após a sul-coreana ser punida pela terceira vez. 

Nas quartas de final, Sarah Menezes ignorou a torcida a favor da francesa Anais Mosdier, e venceu com Ippon na metade da luta. 

A campeã olímpica de 2012 na categoria ligeiro (-48kg) fazia em Paris um de seus melhores desempenhos desde a mudança para a meio-leve (-52kg). O problema foi a semifinal. 

Contra a kosovare Distria Krasniqi, Sarah Menezes teve maior volume e buscou mais o ataque até no golden score, tempo de desempate. Porém, a arbitragem anotou três punições contra a brasileira e nenhuma para a adversária - que foi para a decisão e conquistou o ouro. 

Na luta pelo bronze, Sarah reencontrou Larissa Pimenta. As compatriotas empataram em punições no tempo normal de luta. Mas a paulista surpreendeu a piauiense com um golpe no início do golden score.