Cidadeverde.com

Árbitro aponta que confusão no Albertão foi iniciada por torcida do River

  • confusao-torcida-albertao-1.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • confusao-torcida-albertao-2.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • confusao-torcida-albertao-3.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • confusao-torcida-albertao-4.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • confusao-torcida-albertao-5.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • confusao-torcida-albertao-6.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • confusao-torcida-albertao-7.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • confusao-torcida-albertao-8.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • confusao-torcida-albertao-9.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • confusao-torcida-albertao-10.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • confusao-torcida-albertao-11.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • confusao-torcida-albertao-12.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • confusao-torcida-albertao-13.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • confusao-torcida-albertao-14.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com

A súmula do jogo entre River x América-RN, pela terceira rodada da Copa do Nordeste, aponta a torcida do time piauiense como responsável pelo início da confusão da noite de domingo (9), no estádio Albertão. 

O documento poderá ser usado para embasar denúncia na Justiça Desportiva contra o River, que pode ser punido com perda de mando de campo - sendo obrigado a jogar a uma distância de 100 quilômetros de Teresina ou com portões fechados. Enquanto o caso não for julgado, o Albertão continua a receber jogos do clube. 

O árbitro Mayron Frederico dos Reis Novais, do Maranhão, relatou que o rojão lançado no início do segundo tempo partiu de área onde estavam torcedores do River - e não do América-RN, como muitos presentes no Albertão acreditaram ter ocorrido. A versão é a mesma que deve constar em relatório da Polícia Militar. 

Veja a íntegra do documento

A súmula aponta que "torcedores do River soltaram fogos nas cadeiras em direção aos torcedores do América, de imediato houve a intervenção policial." O incidente foi aos 5 minutos do segundo tempo. 

A segunda confusão ocorreu no fim da partida. A arbitragem relatou que "houve uma briga onde torcedores do América agrediam cerca de três torcedores do River no setor de cadeiras. (...) Vale citar que nesse alguns torcedores do América entraram correndo no campo de jogo para se abrigarem no vestiário dessa equipe, pois os torcedores do River invadiram o campo em perseguição desses com clara intenção de agredi-los."

O Cidadeverde.com flagrou torcedores do América no gramado, após a polícia disparar tiros de balas de borracha para dispersar o tumulto. Um deles estava ferido na cabeça. Outro segurava uma barra de ferro enquanto descia pelo mesmo túnel do time visitante, ao lado de jogadores da equipe potiguar.

A arbitragem ainda relatou que "houve um tumulto onde crianças, mulheres e homens se abrigaram no vestiário da arbitragem, para fugir dessa confusão, onde houve a intervenção policial".

A entrada e uso de rojões é proibida. O regulamento geral de competições da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) prevê que as federações estaduais e clubes são responsáveis por adotar providências em relação à segurança das partidas, e que o clube deve adotar medidas necessárias para prevenir e reprimir desordens no ambiente da partida.

River e América-RN voltarão a se enfrentar nas próximas semanas em Teresina, mas pela Copa do Brasil. A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) deve marcar a partida para 19 ou 26 de fevereiro. 

Os próximos jogos do River na Copa do Nordeste serão fora de casa, contra Confiança-SE, dia 15, e Imperatriz-MA, dia 22 de fevereiro. O Galo tem partidas agendadas no Albertão contra Ceará e Santa Cruz, respectivamente nos dias dia 3 e 21 de março.