Cidadeverde.com

Clubes liberam jogadores após suspensão do Campeonato Piauiense

Foto: Djalma Lemos/River AC

Atualizada às 18h55

Um dia depois de a Federação de Futebol do Piauí (FFP) anunciar a suspensão do Campeonato Piauiense por tempo indeterminado, sete dos oito clubes que disputam o torneio começaram a liberar seus jogadores para voltarem para casa. 

O único a manter seus atletas treinando foi o 4 de Julho, de Piripiri, que pretende aguardar 15 dias para reavaliar o cenário que envolve a pandemia provocada pelo novo coronavírus. 

Altos e River, os dois times que terão competições a disputar além do Estadual liberaram seus atletas. Os clubes terão pela frente a Série D do Campeonato Brasileiro após o calendário nacional ser retomado - e o River ainda tem um jogo pendente pela Copa do Nordeste. 

Warton Lacerda, presidente do Altos, descreveu em poucas palavras a razão da liberação dos atletas: "Treinar pra quê? Pra quando?". 

Em nota, o River informou que suspendeu todas as atividades do departamento de futebol profissional, categorias de base e sede social por tempo indeterminado. Jogadores e funcionários foram orientados a ficarem em casa e evitarem aglomerações. 

Na Sociedade Esportiva de Picos, atletas e comissão técnica também foram liberados. O presidente Rodrigo Lima disse que o Zangão e nenhum outro clube do estado tem condição de bancar as despesas com o elenco durante uma pandemia sem prazo para acabar. O dirigente também ressaltou a importância de zelar pela saúde de todos que fazem o futebol da SEP. 

Rubens Gomes, presidente do Flamengo, liberou os jogadores e espera por orientação futura da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) sobre o que fazer com contratos dos atletas por hora dispensados. 

No Timon, os primeiros jogadores foram embora nesta quarta-feira (18). O clube suspendeu suas atividades e vai aguardar a retomada da competição.

O Piauí também tomou a mesma decisão e suspenderam as atividades de seus departamentos de futebol.  

O Parnayba suspendeu suas atividades por 12 dias.  

- Com colaboração de Wellyson Costa (Rádio Cidade Verde)