Cidadeverde.com

Renê e Rômulo abraçam campanha para ajudar hospital de Picos contra o novo coronavírus

O jogadores piauienses Rômulo e Renê reforçaram a campanha da Loja Maçônica Rei Salomão número 48, do município de Picos, 314 quilômetros ao Sul de Teresina. A entidade busca recursos para comprar ventiladores pulmonares para o hospital Justino Luz, reforçando o atendimento de pacientes infectados pelo novo coronavírus. 

Acesse a página da campanha

Contratado no início do ano pelo Shijiazhuang, da China - país onde começou a pandemia, o volante Rômulo gravou mensagem pedindo doações para a campanha. Seu irmão e empresário, Daniel Brito, anunciou que os dois juntos doaram R$ 15 mil. 

O lateral esquerdo Renê, do Flamengo, também gravou mensagem pedindo doações e afirmou ter feito sua parte - o valor doado não foi informado pelo jogador.  

Rômulo e Renê são os principais jogadores de futebol de Picos desde o surgimento do atacante Leonardo. O volante defendeu a seleção brasileira e conquistou medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012. Já o lateral foi campeão da Libertadores da América de 2019, com o Flamengo. 

A meta da campanha é arrecadar R$ 100 mil. Até a manhã de sexta-feira (27), a vaquinha havia arrecadado mais de R$ 38 mil, com 150 apoiadores. 

A loja maçônica pretende usar todo o dinheiro arrecadado para a compra dos ventiladores, indispensáveis para cuidar de pacientes em situação mais grave da Covid-19. Feito isso, a prioridade passa a ser a aquisição de equipamentos de proteção individual. 

Até a tarde de quinta-feira (26), Picos tinha oito casos suspeitos e cinco descartados para Covid-19.