Cidadeverde.com

Jogadores enviam carta para a CBF e pedem ajuda para realização do Brasileirão Série D

Reprodução/Instagram

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) não tem se posicionado oficialmente sobre o futuro da temporada 2020. Nos bastidores, clubes anunciam que a entidade deu garantias para a realização das Série A e B do Campeonato Brasileiro com as 38 rodadas previstas originalmente. 

Os 20 times da Série C souberam da notícia e começaram a se mobilizar. 

Só faltava a Série D. E essa cobrança por medidas em prol do torneio não é encabeçada por dirigentes. 

Nesta segunda-feira (30), será protocolada na CBF uma carta assinada por capitães de times participantes da quarta divisão nacional, representando aproximadamente 2.000 jogadores de futebol, segundo estimativa feita no próprio documento. 

Reunidos pela internet, eles conseguiram assinaturas digitalmente de cada um, e vão pedir que a CBF conceda ajuda financeira para cada clube, além de garantir a realização da Série D como previsto - com novo formato e jogos até novembro. 


Clique na imagem e veja o documento completo

 

O movimento foi iniciado em conversas, na noite de sexta-feira (27), entre os goleiros Éder, do São Raimundo (RR), e Rodrigo Ramos, do Altos (PI). Em menos de 48 horas, a carta ficou pronta, com auxílio do advogado Filipe Rino, acionado pelo grupo de capitães. 

O calendário da Série D já havia sido aprovado por vários jogadores - apesar do temor de clubes para garantir o pagamento da folha salarial, manifestado antes mesmo da suspensão dos torneios em todo o país por conta do avanço do novo coronavírus. 

E se o temor de pagar as contas já existia sem a pandemia, imagina agora. 

Rodrigo Ramos falou com o Cidadeverde.com sobre a mobilização dos capitães e explicou a necessidade de apoio financeiro aos clubes. 

Foto: Luís Júnior/A.A.Altos

- A gente sabe que a CBF nunca ajudou com cotas a Série D. Mas em virtude do que tem acontecido no mundo inteiro por causa dessa pandemia do coronavírus, que ela pudesse dar uma olhada também para esses clubes da Série D. (...) Na Série D, os patrocínios são mais difíceis, tanto da iniciativa privada como do poder público, principalmente nesse momento dessa crise econômica muito em função dessa pandemia. 

Eduardo, atacante e capitão do River, outro representante do Piauí no torneio, também assina a carta. 

Campeonatos estaduais
O movimento dos jogadores foi rápido, mas não é o único. Neste domingo (29), Salgueiro (PE) e Barbalha (CE) anunciaram a criação de um grupo com presidentes de 250 clubes que disputam campeonatos estaduais. Nos bastidores, há o temor de dirigentes pelo cancelamento de todos os torneios por falta de datas no calendário da CBF.