Cidadeverde.com

Presidentes de Parnahyba e Picos se afastam para disputar eleições municipais

Fotos: Fábio Lima/Cidadeverde.com

O prazo para desincompatibilização imposto pela legislação eleitoral aos que pretendem disputar as eleições municipais de 2020 provocou baixas nas diretorias de três clubes do futebol piauiense.

Além do River, que não terá Genivaldo Campelo pelos próximos seis meses, Parnahyba Sport Club e Sociedade Esportiva de Picos também terão novos presidentes temporários. 

Os dirigentes precisavam se afastar seis meses antes das eleições, previstas para outubro deste ano, para concorrerem ao cargo de vereador - prazo que acabou no último fim de semana. Depois do pleito, eles podem reassumir as funções nos clubes. 

Parnahyba perde presidente e vice
No Parnahyba Sport Club, pediram afastamento o presidente, Batista Filho, que tentará novamente uma vaga de vereador em Parnaíba pelo partido Solidariedade, e a vice-presidente, Socorro Rocha, que disputará as eleições em Água Doce (MA). 

João Medeiros, presidente do conselho deliberativo do Parnahyba, é quem deve assumir o comando do clube pelos próximos seis meses. 


Rodrigo Lima se afastou da presidência da SEP

Picos vai definir novo presidente
O presidente da Socidade Esportiva de Picos (SEP), Rodrigo Lima, pediu afastamento da diretoria por seis meses. Filiado ao MDB, o dirigente pretende disputar as eleições em Picos. 

O substituto na presidência do Zangão ainda será definido. Em contato com o Cidadeverde.com, Rodrigo Lima informou que o clube irá reunir a diretoria, seguindo todos os protocolor, e escolher o nome em comum acordo. 

Após as eleições, Rodrigo Lima retornará para a presidência da SEP - seu mandato no clube vai até julho de 2021. 

Sem mudanças
Procuradas pelo Cidadeverde.com, as diretorias de Flamengo, Piauí, Timon, Altos e 4 de Julho, outros clubes do Campeonato Piauiense, informaram que não tiveram mudanças no comando dos clubes por conta das eleições municipais.