Cidadeverde.com

Com "levantamento virtual" do percurso, Piocerá confirma roteiro de 2021

Foto: Doni Castilho/DFOTOS

Adaptada aos tempos de pandemia, a organização do Piocerá anunciou o roteiro da prova de 2021 em uma videoconferência. A largada do rali será no dia 26 de janeiro, em Teresina (PI), com chegada no dia 30, em Fortaleza (CE). O percurso está sendo levantado com ajuda da tecnologia. 

"A gente escolheu a dedo algumas trilhas das edições passadas e já fizemos o 'levantamento virtual' da prova", disse Ehrlich Cordão, diretor geral do Piocerá, na videoconferência feita na sexta-feira (22). 

O Piocerá tem utilizado o programa Google Earth, que apresenta dados de satélite de todo o planeta, para levantar as trilhas do percurso, que para carros, motos, UTVs e quadriciclos será de 1.005 quilômetros. Para os ciclistas, a soma dos quatro dias de trilhas será de 385 quilômetros. 

A caravana sairá de Teresina para Piripiri (PI). No dia seguinte, deixará o Piauí em direção a Guaraciaba do Norte (CE). A terceira etapa terá encerramento em Canindé (CE). A chegada no quarto e último dia será em Fortaleza (CE). 

Ehrlich Cordão explicou que uma enquete feita pela prova apontou Barreirinhas (MA) como destino para 2021, mas a organização previu um alto custo para passar pela região dos Lençóis Maranhenses. Por isso, a decisão de um roteiro menor e mais técnico. 

Também pensando em custos, mas no bolso dos competidores, o preço das inscrições foi congelado em relação aos valores cobrados na edição passada. 

Cordão anunciou ainda que conversou com os prefeitos do roteiro e todos foram receptivos ao evento, que pode incrementar a economia dos municípios no pós-pandemia. O diretor geral também demonstrou otimismo para a realização do Piocerá no início de 2021, quando ele acredita que a situação provocada pelo coronavírus terá melhorado. 

Zenardo Maia, diretor da prova de mountain bike, também ressaltou os cuidados a serem tomados no futuro, como mudanças nos locais de briefing e vistoria, para que seja mantido um distanciamento adequado entre os presentes, mesmo com a fase mais grave da pandemia tendo sido superada, como se espera. 

Já o destaque da prova de ciclismo é a presença de trechos de serras nos quatro dias, com muitas subidas, e a possibilidade de o percurso passar pelas trilhas do Parque Nacional de Sete Cidades, entre Piripiri e Piracuruca, o que ainda será discutido.  

O evento será válido para os campeonatos brasileiros de regularidade das Confederações Brasileiras de Motociclismo (CBM) e Automobilismo (CBA), além de contar pontos no ranking nacional de mountain bike da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC).