Cidadeverde.com

Torcedores tentam liminar para impedir eleição do Flamengo, mas temem demora na decisão

Ampliada às 13h22

Tramita desde a manhã de sexta-feira (19), na 2ª Vara Cível de Teresina, um novo processo contra o Esporte Clube Flamengo. A ação cautelar inominada pede liminar para impedir a realição das eleições do clube, marcadas para a manhã deste domingo (21). Apesar de acreditarem que seja difícil que uma decisão favorável seja concedida antes do pleito, o grupo pretende protestar no Clube do Tigrão, a partir de 9h da manhã, antes da votação. 

O pedido de liminar foi feito por Carlos Juremal Euclides de Sena, José Ribamar da Silva, Luiz Fernando Araújo Costa e Petrônio Macário de Castro Filho.

O advogado Mauro Mota, do grupo Resgate, de torcedores que se opõem a atual diretoria rubro-negra, confirmou ao Cidadeverde.com que a liminar foi solicitada por entender que o edital não deu prazo para as inscrições. 

Carlos Juremal confirmou ao Cidadeverde.com a ação e acredita que a eleição é irregular. Ele defende a intervenção no Flamengo "para que se saiba realmente o que foi essa dilapidação de patrimônio".

Petrônio Filho, outro torcedor e sócio integrante da ação, confirmou que a intenção era evitar o pleito, mas já acredita que será difícil conseguir uma liminar até a hora da eleição. O juiz que cuidaria do caso faleceu no último fim de semana e seu substituto estaria de férias. Caso fique para segunda-feira, a liminar perderia o objeto.

- Vamos aguardar para ver o que vai dar, se vamos entrar na Justiça novamente com pedido de intervenção - declarou. 

Para a eleição ser transparente, Petrônio Filho afirma que o edital da eleição deveria ter mais informações e um prazo maior para inscrições, e não "fazer tudo em três, quatro dias".

A polêmica
O edital publicado no jornal Diário do Povo no início da semana não fala em prazo para inscrições. No site é possível encontrar cinco documentos publicados entre os dias 11 e 15 de junho, que seriam alusivos ao pleito. Mas só é possível abrir os mesmos com senha. 



Na sequência, o edital publicado no início da semana convocando para a assembleia geral, a página com documentos do site do clube, que só são abertos com senha

No entanto, para o clube o prazo terminou na última quarta-feira (17), sendo o vereador Tiago Vasconcelos (PSB) o único a inscrever chapa. O parlamentar tentou ao longo da semana um consenso entre a atual diretoria e os opositores, mas encontrou objeção ao ter como vice o ex-presidente Everaldo Cunha. 

Até esta postagem, não havia decisão sobre o caso. A tramitação da ação pode ser acompanhada no site do Tribunal de Justiça do Piauí