Cidadeverde.com

Flamengo, FFP e Copa Piauí: sinuca de bico

Por muito tempo, o futebol piauiense sempre deu um "jeitinho" nas coisas. Por exemplo: time anunciava que vinha com tudo para o Campeonato Piauiense, mas desistia depois da tabela ser divulgada. Daí a tabela era refeita, os outros times tinham que se reprogramar... Uma bagunça. 

Foi para acabar com essa brincadeira que a Federação de Futebol do Piauí (FFP) instituiu multa para o clube que desistir de competições depois de confirmar presença. 

Também foi para diminuir o amadorismo que a FFP determinou a inscrição de todos os jogadores do Campeonato Piauiense Sub-19 no site da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). 

Como toda mudança pede adaptações, ajustes, a própria FFP adiou o início do torneio Sub-19 do fim de semana passado para hoje (24). Motivo: a inscrição dos jogadores não foi concluída. 

A compreensão da FFP se estendeu ao Flamengo, que tem novo presidente desde o último domingo (21). Tiago Vasconcelos pediu para que o primeiro jogo do rubro-negro na competição fosse adiado, para que o dirigente se inteire das condições das categorias de base para a competição. 

A Federação foi compreensiva com o Flamengo na questão do Sub-19. Mas será também na Copa Piauí? O novo presidente não pretende colocar o time profissional em campo neste ano, mas o anterior assinou documento concordando na participação, sob pena de multa de R$ 50 mil. 

Há ainda outro porém. Mesmo que pague a multa, a saída do Flamengo implica na não realização do torneio, uma vez que a CBF só reconhece seletivas para a Copa do Brasil de 2016 com o mínimo de quatro equipes - sem o Mais Querido restariam Parnahyba, Caiçara e Piauí. 

O lado profissional da FFP manda a entidade cobrar a multa do Flamengo e tomar uma decisão sobre a vaga na Copa do Brasil, já que assim não teríamos Copa Piauí. E o lado compreensivo da Federação, pode fazer o quê?

Para salvar o segundo semestre do futebol profissional, a FFP pode tentar convencer o Flamengo a mudar de ideia, caso o peso da multa já não seja suficiente para isso. Do contrário seria preciso um "jeitinho", recurso que a entidade tem demonstrado querer se livrar. A solução deve surgir em reunião na tarde desta quinta-feira (25).