Cidadeverde.com

Complexo esportivo da inutilidade

Ontem a TV Cidade Verde mostrou ao vivo as pilastras de um conjunto de quadras esportivas inacabadas na região central de Teresina. São mais de 20 anos de obras paradas.

Depois fui analisar com calma a situação. As pilastras estão entre o ginásio Verdão e o estádio Lindolfo Monteiro. E olhem só que coincidência: nada ali está funcionando - salvo a sede da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (Semel) e um ginásio menor ao lado dela.

De um lado o Lindolfinho, que precisa de reforma e deixa o futebol sem espaços para jogos de menor porte, forçando o uso do Albertão para partidas de público diminuto. 

Do outro o Verdão, com uma reforma que se arrasta há certo tempo e deixa os esportes de quadra sem um local para promover grandes eventos. 

E o pior é que além da das quadras inacabadas, ao longo dessas duas décadas tanto o Lindolfinho quanto o Verdão também passaram por períodos de inatividade. 

São alguns metros quadrados em uma das áreas mais valiosas da capital piauiense. E que hoje deveriam estar a serviço da comunidade. 

No fim das contas, hoje temos um complexo esportivo da inutilidade, para o qual toda solução que se busca é redentora, mas toda execução se torna complexa. Tratado dessa forma, o esporte piauiense viverá estagnado, tal qual essas obras.