Cidadeverde.com

Briga generalizada interrompe jogo em Altos; confusão teria começado no Whatsapp

A Associação Atlética de Altos derrubou o último invicto do Campeonato Piauiense Sub-19. Na tarde de ontem (25), jogando em casa, venceu por 3 a 0 o Comercial, de Campo Maior, que tinha 100% de aproveitamento no torneio. A notícia principal deveria ser essa. Mas o vídeo a seguir coloca o resultado da partida em segundo plano. 

Imagens - Luís Júnior / Postado originalmente no canal Hórus Filmes no Youtube

A confusão generalizada aconteceu no segundo tempo, quando o time de Altos já vencia a partida por 3 a 0. As versões sobre quem deu início ao tumulto são diversas. O Comercial culpa a arbitragem. O Altos atesta que o clima tenso foi criado pelos jogadores adversários antes mesmo da partida. 

O presidente da A. A. Altos, Warton Lacerda, enviou áudios para o Cidadeverde.com atribuidos a jogadores do Comercial. São mensagens jocosas, ironizando o time altoense e afirmando que a equipe iria golear os rivais mais uma vez por 4 a 0, como ocorreu no jogo da primeira fase, em Campo Maior. 

- Durante toda a semana que se antecedeu o jogo, os jogadores do Comercial ficaram gravando áudios e mandando. Criou um clima de animosidade. Tanto é que eu pedi que a Federação viesse com uma equipe maior - disse Warton Lacerda. 

Não, leitor. Não dá para por os áudios aqui. Tem palavrão e tudo mais. São provocações, sem ofensa específica a um ou outro jogador, e sim para o time como um todo.

O dirigente altoense afirmou que as provocações enviadas pelo Whatsapp continuaram dentro de campo. Isso teria culminado em uma falta dura e na expulsão de um jogador do Comercial. Daí surgiu o tumulto do vídeo, na versão do Altos.  

A partida foi interrompida por cerca de 20 minutos. Dois jogadores de cada lado foram expulsos. Warton Larcerda afirmou que integrantes do Comercial tentaram "forçar a barra" para que o jogo não continuasse.

"Não foi bem assim, não"
Do lado do Comercial, a história é outra.

- Tudo aconteceu por conta da arbitragem. Durante toda a semana se criou um clima lá em Altos, como se fosse uma decisão para eles. Fomos para o jogo. No primeiro lance, um zagueiro estreante nosso falhou e levamos o gol. No segundo gol o árbitro foi tendencioso. 

Foi esse o jogo visto por Francisco Derivaldo, que acabou virando treinador durante a partida. O técnico Brinquedo foi expulso após o tumulto. 

- Eu disse a ele (árbitro) que o culpado de tudo isso era ele. Depois ele disse que eu estava expulso - disse ao blog Na Esportiva o técnico Brinquedo, outro que reclamou das marcações de falta contra seu time. 

Brinquedo e Derivaldo também são coesos na versão da confusão em campo. Eles apontam que um jogador do Altos teria chutado e cuspido em Eltinho, que reagiu encostando a cabeça no adversário. Este teria desabado em campo, fazendo cena.  

Foto: Gil Galvão

Ônibus do Comercial com janela quebrada

O Comercial ainda reclama que pertences pessoais dos jogadores teriam sido furtados do vestiário, e que o estádio não teria condições de segurança para uma nova partida. Na saída, uma janela do ônibus alugado pelo time campomaiorense foi quebrada. Derivaldo informou que duas viaturas da PM escoltaram o veículo até a saída da cidade. 

Aguardando a súmula
O diretor de competições da Federação de Futebol do Piauí (FFP), Robert Brown Carcará, esteve no local e classificou o episódio como confusão "de jogo", mas vai aguardar o relatório do árbitro Ideilon Lima. Ele informou que a Guarda Municipal de Altos foi acionada para reforçar a segurança na partida com a Polícia Militar. 

Tudo isso em um jogo de campeonato sub-19? Vamos se acalmar, pessoal. Não é para tanto.