Cidadeverde.com

River tem segunda melhor defesa e terceiro maior público da Série D

Foto: Gabriel Torres

Torcida do River no jogo com o Imperatriz (MA)

Números só ganham jogo no placar, mas as estatísticas podem refletir momentos distintos de equipes nas competições que disputam. Do Campeonato Brasileiro Série D é possível analisar alguns pontos interessantes. 

Os dois últimos invictos do torneio são os times que tomaram menos gols. O Crac (GO) só foi vazado uma vez. Já o goleiro Naylson, do River (PI), sofreu três gols em oito partidas. São as melhores defesas da competição. 

Do outro lado, o São Caetano (SP), time de melhor campanha, tem o melhor ataque. Foram 22 gols, quase três por partida. 

Melhor ataque
São Caetano (SP) - 22 gols marcados
Coruripe (AL) - 15 gols marcados
Estanciano (SE) e Remo (PA) - 14 gols marcados 

Maiores goleadas
Duque de Caxias (RJ) 5-0 Villa Nova (MG)
São Caetano (SP) 5-0 Lajeadense (RS)

Melhor defesa
Crac (GO) - 1 gol sofrido
River (PI) - 3 gols sofridos
Ypiranga (RS) - 3 gols sofridos

Considerado por muitos um torneio deficitário, o Brasileirão Série D tem alguns públicos até surpreendentes. A maior presença de torcedores na primeira fase é do Remo (PA), o que mostra a força que a equipe paraense tem independente da divisão na qual esteja. O jogo decisivo contra o Gama (DF) acordou a torcida do Botafogo (SP), que conseguiu a classificação para as oitavas-de-final e ainda ficou com a segunda maior média de público do torneio. O River (PI) vem logo em seguida, com os mais de 11 mil presentes na vitória sobre o Imperatriz (MA), no aniversário de Teresina. 

Maiores públicos
Remo (PA) - 27.399 torcedores / 3-0 Vilhena (RO)
Botafogo (SP) - 17.759 torcedores / 0-0 Gama (DF)
River (PI) - 11.007 torcedores / 2-1 Imperatriz (MA)

Média de público
Remo (PA) - 7.751 torcedores por jogo
Botafogo (SP) - 6.570  torcedores por jogo
River (PI) - 5.630  torcedores por jogo