Cidadeverde.com

De volta para casa nos braços da torcida

  • chegada-river-festa-31.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • festa-chegada-river-24.jpg Foto: Érica Paz/River A.C.
  • festa-chegada-river-23.jpg Foto: Érica Paz/River A.C.
  • festa-chegada-river-22.jpg Foto: Érica Paz/River A.C.
  • festa-chegada-river-21.jpg Foto: Érica Paz/River A.C.
  • festa-chegada-river-20.jpg Foto: Érica Paz/River A.C.
  • festa-chegada-river-19.jpg Foto: Érica Paz/River A.C.
  • festa-chegada-river-18.jpg Foto: Érica Paz/River A.C.
  • festa-chegada-river-17.jpg Foto: Érica Paz/River A.C.
  • festa-chegada-river-16.jpg Foto: Érica Paz/River A.C.
  • festa-chegada-river-15.jpg Foto: Érica Paz/River A.C.
  • festa-chegada-river-14.jpg Foto: Érica Paz/River A.C.
  • festa-chegada-river-13.jpg Foto: Érica Paz/River A.C.
  • festa-chegada-river-12.jpg Foto: Érica Paz/River A.C.
  • festa-chegada-river-11.jpg Foto: Érica Paz/River A.C.
  • festa-chegada-river-10.jpg Foto: Érica Paz/River A.C.
  • festa-chegada-river-9.jpg Foto: Érica Paz/River A.C.
  • festa-chegada-river-8.jpg Foto: Érica Paz/River A.C.
  • festa-chegada-river-71.jpg Foto: Érica Paz/River A.C.
  • chegada-river-festa-37.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • chegada-river-festa-36.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • chegada-river-festa-35.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • chegada-river-festa-34.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • chegada-river-festa-33.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • chegada-river-festa-32.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • chegada-river-festa-30.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • chegada-river-festa-29.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • chegada-river-festa-28.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • chegada-river-festa-27.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • chegada-river-festa-26.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • chegada-river-festa-25.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • chegada-river-festa-24.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • chegada-river-festa-23.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • chegada-river-festa-22.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • chegada-river-festa-21.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • chegada-river-festa-20.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • chegada-river-festa-19.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • chegada-river-festa-18.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • chegada-river-festa-17.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • chegada-river-festa-16.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • chegada-river-festa-15.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • chegada-river-festa-14.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • chegada-river-festa-13.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • chegada-river-festa-12.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • chegada-river-festa-11.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • chegada-river-festa-10.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • chegada-river-festa-9.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • chegada-river-festa-8.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • chegada-river-festa-7.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • chegada-river-festa-6.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • chegada-river-festa-5.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • chegada-river-festa-4.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • chegada-river-festa-3.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • festa-chegada-river-6.jpg Foto: Érica Paz/River A.C.
  • festa-chegada-river-5.jpg Foto: Érica Paz/River A.C.
  • festa-chegada-river-4.jpg Foto: Érica Paz/River A.C.
  • festa-chegada-river-3.jpg Foto: Érica Paz/River A.C.
  • festa-chegada-river-2.jpg Foto: Érica Paz/River A.C.
  • festa-chegada-river.jpg Foto: Érica Paz/River A.C.
  • chegada-river-festa.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • chegada-river-festa-2.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde

Quem esperou tantos anos pelo acesso pode esperar pelo time o tempo que for preciso. É o que deve ter pensado alguém ao ter a ideia de desembarcar todos os outros passageiros antes da delegação do River. 

Os tricolores, de todas as idades, esperaram. O saguão do aeroporto Petrônio Portela, pequeno em dias normais, ficou abarrotado para a torcida, que teve de aguardar o desembarque de passageiros de outros três voos no final da noite desta terça-feira (20). 

Todos desceram antes do River. Tudo bem. O River é que não pode descer mais. O Galo agora vai disputar a Série C do Brasileirão. 

Na ausência de policiais em número suficiente, quem fez cordão de isolamento foi a própria torcida. Por ele, passageiros passavam assustados. Outros tiravam fotos. Alguns até vibraram junto com os riverinos. No final, todos ganharam apelidos. Quem tinha cabelo branco virou "Cid Moreira". O fortão foi chamado de "Hulk". A zoeira ajudou a diminuir a ansiedade para ver o time. 

Vídeos: Fábio Lima/Cidadeverde.com

Mas bastou a primeira camisa branca com alguns detalhes em branco e vermelho aparecer lá longe para o aeroporto começar a tremer. Já passavam das 23h quando centenas, alguns milhares de torcedores quase invadiram a área de desembarque. 

Um a um, os jogadores e integrantes da comissão técnica passaram apertados entre abraços e fotos. Mas quando o volante Amarildo apareceu, o cordão de isolamento sumiu. 

Amarildo filmava tudo com uma máquina digital em suas mãos. De repente, ele começou a ser carregado e jogado para o alto. A recepção é fruto da entrega do jogador em campo e o credenciou ao posto de um dos maiores ídolos da torcida tricolor. 

Do lado de fora, um trio elétrico esperava a equipe. Bandeiras do River se confundiam com a do Piauí. O hino do maestro Luiz Santos era repetido exaustivamente. 

Jogadores subiram no trio sem o técnico Flávio Araújo, que saiu de mansinho e não participou da comemoração. O "Rei do Acesso" deixou a festa para seus comandados. 

O trio elétrico lotado balançou, balançou, pareceu que ia virar. Deu susto em quem estava em cima. Mas seguiu em frente, do jeito que a torcida quer o River: cair, jamais!

Dezenas de carros e muitas, muitas motos seguiram o trio elétrico, que saiu do aeroporto pela avenida Centenário, até encontrar a rua Magalhães Filho. Ao chegar na praça do Marquês, a carreata seguiu da alameda Parnaíba até a ponte estaiada, local do encerramento da festa. 

O presidente licenciado do River, Elizeu Aguiar, e o vice-presidente Júlio Arcoverde desceram do trio elétrico ainda na Magalhães Filho. Fizeram o resto do percurso a pé, abraçados com a bandeira do Piauí. 

Enquanto torcedores tiravam a camisa para transforma-la em bandeira, uma torcedora mais atirada jogou a camisa para o volante Amarildo. Festa tem dessas coisas...

Outros torcedores se contentaram com uma foto mesmo. Para cada jogador eles tinham um grito diferente. Autor do gol do empate em 1 a 1 com o Lajeadense (RS), o atacante Fabinho foi um dos mais festejados. Mas acabou indo embora após as cobranças do massagista Neto Amâncio:

- Fabinho, saí daí. Tem treino amanhã. 

O River se reapresenta nesta quarta-feira (21), às 15h45, no CT do clube. O time treina quinta e sexta. No sábado, recebe o Ypiranga (RS) no Albertão, no primeiro jogo das semifinais da Série D do Brasileirão. Nas entrevistas, todos foram unânimes no discurso de que a meta agora é botar uma estrela no peito do torcedor do Galo. 

Faltou um discurso de agradecimento, até mesmo para dar a festa por encerrado. Mas, de fato, nem precisou. Nosso time com nome importado do primo argentino e mascote emprestado do Atlético Mineiro terminou a comemoração do acesso na "Praça da Apoteose" de Teresina. Apesar das referências de fora, o River hoje representa o Piauí como nunca. E espera repetir mais vezes a festa na ponte estaiada, que se revelou um cenário perfeito para a comemoração de muitas conquistas.