Cidadeverde.com

Torcidas fazem faixa e pedem permanência de Flávio Araújo no River

Estava lá, pendurada no setor de cadeiras do estádio Albertão durante o jogo entre River e Ypiranga (RS), pelas semifinais da Série D do Brasileirão. A faixa é um reconhecimento ao trabalho de Flávio Araújo e um pedido para o treinador. Quase um apelo.

Foto: Fábio Lima/Cidade Verde

Quem assina a faixa é a River Chopp, que você já conhece, e a torcida Med Galo, formada por médicos e estudantes de Medicina, presente em Teresina (PI) e Brasília (DF), onde tem churrasco para acompanhar as partidas do tricolor pela TV.

O blog Na Esportiva ainda não apresentou para vocês essa nova torcida, surgida durante a Copa do Nordeste deste ano. Mas já tinha guardado uma entrevista com o presidente da Med Galo, Léo Alencar.

- Hoje somos um grupo pequenos de torcedores, mas que, aproveitando essa fase do River, estamos buscando fechar parceria com as Atléticas da UFPI, Uespi, Facid e UniNovafapi para conseguir levar mais gente aos jogos do Galo, tentar despertar o interesse desse grupo de torcedores com o nosso futebol local e fideliza-los, para fortalecer um pouco mais o nosso futebol.

Além de aproximar os estudantes de Medicina, a torcida agora abraçou uma campanha com o desejo de todo riverino, mas uma missão para lá de difícil. Segurar o "Rei do Acesso" por mais um ano no Galo não será nada fácil. 

Flávio Araújo admite que já tem propostas. Na verdade, ele já era assediado antes mesmo de conquistar seu quinto acesso em campeonatos brasileiros. Mas o treinador mantém a postura de esperar o término da competição para tratar do assunto. 

No Ceará, terra natal de Flávio Araújo, o nome do treinador foi lembrado pelo Fortaleza (CE), que pela terceira vez perdeu a chance do acesso para a Série B no mata-mata da Série C. Esse seria um desafio e tanto para um técnico que tem como combustível promover equipes para divisões maiores do futebol nacional.
 
O fato é que Flávio Araújo tem razões emotivas para ficar. E propostas tentadoras para sair. Nessa balança, o que vai pesar?

Foto: Wilson Filho/Cidade Verde