Cidadeverde.com

Goleiro do River não sabia que foi escalado para cobrar pênalti

Foto: Francisco Filho/Rádio Antares AM

O repórter gaúcho vai até o técnico do River antes das cobranças de pênaltis em Erechim (RS) e pergunta se o time piauiense treinou isso para o jogo com o Ypiranga. 

"Nós estamos há 11 meses treinando pênaltis." 
ARAÚJO, Flávio. (Erechim-RS, 31 de Outubro de 2015).

Ô lapada, meu amigo!

E estão treinando mesmo. Tanto que Flávio Araújo e o auxiliar Hélio Pinheiro analisaram cuidadosamente quem deveria ser escalado para as cobranças. 

Fechada a lista de cinco nomes, era preciso escolher os suplentes. A comissão técnica olhou para Bruno, Jadson, Amarildo, Naylson.... Lembraram do retrospecto do goleiro nos treinos e o colocaram na relação. 

O problema é que tudo foi decidido de forma tão rápida que não deu tempo avisar Naylson.  

- Ele não sabia que ia ser o sexto batedor. Nós escalamos os cinco e tinha o sexto batedor. (...) Inscrevemos, colocamos para o árbitro. Só que não deu tempo para avisar que ele era o sexto. Aí ele tomou o susto. 

Para o treinador, isso é só mais uma demonstração de que Naylson está preparado para tudo. 

O River perdeu de 2 a 0 o jogo. Mas venceu nos pênaltis por 5 a 4, com direito a duas defesas e um gol do goleiro, agora artilheiro. 

As declarações do treinador foram dadas ao repórter Francisco Filho, que cobriu a classificação riverina para a final da Série D em Erechim, e a quem o blog agradece pela amizade, prometendo pagar as cinco cervejas prometidas.