Cidadeverde.com

Série D do Brasileirão terá decisão entre tricolores em Teresina

A final da Série D do Campeonato Brasileiro será tricolor. River e Botafogo (SP) vão decidir o título do torneio de 2015. 

O time paulista eliminou o Remo (PA) em pleno estádio Mangueirão na noite deste domingo (1º). Depois de vencer a ida por 1 a 0 em casa, empatou sem gols em Belém do Pará, sem se intimidar com a torcida do Leão. Aliás, o Leão só miou, não rugiu. O Pantera foi quem teve as melhores chances de gol da partida. 

Agora é a vez de saber quem será o campeão. O jogo de ida será do Botafogo, nos dias 7 ou 8 de novembro. A partida de volta será em Teresina, dia 14 ou 15. A CBF deve confirmar datas, horários e locais nesta semana - uma vez que o time de Ribeirão Preto perdeu dois mandos de campo em decisão da Justiça Desportiva. 

Foto: Rogério Moroti/Agência Botafogo

Botafogo-SP comemora em Belém (PA) após empatar com o Remo

Pantera papa favoritos
O time de Ribeirão Preto foi o segundo pior entre os times classificados para as oitavas-de-final da Série D. E usou o mando de campo do jogo de ida para fazer seus resultados. 

Nas oitavas, contra o favorito CRAC (GO), 3 a 0 no jogo de ida. A derrota em Goiás por 1 a 0 nem importou. 

Nas quartas-de-final, foi a vez de eliminar o time de melhor campanha de todo o torneio: 2 a 1 no São Caetano (SP) e empate sem gols fora de casa, confirmando o acesso para a Série C de 2016. 

Agora foi a vez do Remo. No mata-mata, três classificações conquistadas fora de casa. Eliminou todos os tons de azul que tinha pelo caminho.

Galo da superação
Com o River foi um pouco diferente, e os placares escondem parte da superação da equipe ao longo do torneio (lesões, perdas, salários...). O time piauiense foi o sexto melhor time das oitavas e decidiu a classificação nessa fase em casa, contra o Estanciano (SE). Perdeu por 2 a 1 em Sergipe e fez 3 a 0 na volta. 

Depois disso, começou a sequência contra gaúchos. Nas quartas, 3 a 0 sobre o Lajeadense (RS) e empate em 1 a 1 na volta, para garantir o acesso. Na semifinal, confronto mais equilibrado com o Ypiranga (RS): um 2 a 0 para cada time e vitória riverina nos pênaltis. 

Agora é Flávio Araújo contra Marcelo Veiga. Naylson de um lado, Neneca do outro. Sem bairrismo, o favorito é o River. Mas teremos dois jogos de fortes emoções para os tricolores, que já estão com o coração na boca há um bom tempo.