Cidadeverde.com

Flávio Araújo deixa bem claro que não quer falar sobre 2016

Foto: Fábio Lima/Cidade Verde

Tudo bem que a torcida quer que ele fique, mas a placa no alto da foto não foi colocada por riverinos. 
Foi só uma observação marota da colega Manu que eu peguei emprestado.

Não falem com o treinador do River sobre deixar o clube. Pelo menos por enquanto. 

Domingo (1º), no desembarque do grupo que trabalhou em Erechim (RS), Flávio Araújo concedeu entrevista para a imprensa presente no aeroporto de Teresina (PI). Respondeu várias perguntas, uma delas repetida. Em outra, encurtou o assunto para não explicar porque um jogo é diferente do outro. 

Na última, um jornalista questionou: "Você já está apalavrado com o Fortaleza?"

O treinador, que já demonstrara incomodo com as intervenções, rebateu:

- Isso é ridículo.

Falou e saiu. 

A frase solta pode dar a entender que ele tenha achado ridículo ter seu nome vinculado a essa possível negociação. Mas cabe outra interpretação, mais provável: de que achou ridícula a pergunta, que ele já se negou a responder outras vezes. 

Flávio Araújo já declarou anteriormente que só responderá sobre 2016 após o fim da Série D. Falou isso para jornalistas do Piauí e também do Ceará. Com o jornal O Povo (CE), dias atrás, ele também encurtou a conversa.  

“Estou concentrado aqui (no River-PI). Meu foco é ir em busca do título da Série D (do Campeonato Brasileiro). Não falo disso”, cortou o assunto em conversa com O POVO. - leia a matéria completa.

Por mais que o tom final na entrevista em Teresina não tenha sido o habitual, Flávio Araújo demonstrou mais uma vez que seu foco no momento é mesmo o River. O técnico simplesmente não admite que se desvie o olhar da conquista da Série D e ameaça se irritar com o tema "saída".

Preocupado em manter sua postura como treinador e em garantir sua concentração e a da equipe, ele não tolera especulações. Essas, por sinal, parecem até ser as únicas capazes de o tirar do sério. 

E sabe de uma coisa? Nesse ponto, eu acho que ele tá muito é certo.