Cidadeverde.com

Hino do River entra no repertório da Orquestra Sinfônica de Teresina

Antes, era somente a versão do maestro Luiz Santos na voz do sargento João de Deus, gravada nos anos 1960.

Depois, aqui mesmo no blog, você ouviu a versão do hino do River Atlético Clube no trompete. Dias depois, começou a circular pelas redes sociais outra versão, no cavaquinho (cujo autor ainda desconheço - se foi você, entre em contato com o blog).

Mas agora a parada ficou séria. A sinfonia tricolor dentro de campo e nas arquibancadas contagiou o maestro Aurélio Melo e os integrantes da Orquestra Sinfônica de Teresina. E a versão do Hino do River deve agora ser executada nas apresentações que a OST faz nos bairros da capital e em outras cidades do Piauí. 

O maestro explicou ao blog Na Esportiva a escolha do hino para fazer parte do repertório da orquestra.

- A Orquestra Sinfônica de Teresina, apesar de ser ligada à música erudita, mas na minha concepção como diretor da Orquestra ela deve se envolver em todas as ações sociais e culturais do estado. 

Para o hino entrar no repertório, foram necessárias algumas adaptações. Quem ouve atentamente percebe pequenas mudanças, mas nada que descaracterize o original. 

- Escrevi um arranjo que na oportunidade homenageia também o primeiro hino, do maestro Luiz Santos, que eu considero mais bonito. 

Torcedor do River na infância, Aurélio Melo também contou ao blog que os integrantes da orquestra ficaram eufóricos ao saber da novidade. 

- Praticamente todos da orquestra torcem por um time de fora e agora estão vivendo esse momento com um time do Piauí.