Cidadeverde.com

Botafogo-SP 3x2 River: a melhor derrota que o Galo poderia sofrer

  • potycabana-river-6.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • potycabana-river-5.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • potycabana-river-4.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • potycabana-river-3.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • potycabana-river-2.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde
  • potycabana-river.jpg Foto: Fábio Lima/Cidade Verde

Fim de jogo. O River é derrotado pelo Botafogo (SP) no primeiro jogo da final da Série D do Brasileirão. E a reação da torcida riverina, que viu a partida em um telão no Parque Potycabana, foi de quem tinha vencido a partida. 

Vencer seria o ideal. Empatar era razoável. Perder foi ruim. 

Mas se o River tinha de perder esse jogo, não poderia ter sofrido uma derrota tão boa. 

E não foi só pelo placar. Os dois gols fora de casa dão uma ligeira tranquilidade para o River se arriscar mais na partida de volta, em Teresina, no dia 14. Se fizer 1 a 0 ou 2 a 1, o título é seu. Só não pode perder ou empatar. 

A derrota foi boa porque mostrou os acertos e os erros contra o adversário mais difícil do Galo em toda essa Série D. 

Botafogo > Ypiranga > Lajeadense >>> Estanciano >>>>> Todos os adversários do River na 1ª fase.

Ao contrário dos jogos fora de casa com Ypiranga e Lajeadense (RS), o River fez um bom primeiro tempo. Boa postura, segurou as investidas do Botafogo e o mais importante: agrediu, foi um pouco ao ataque, se impôs. Caiu o ritmo nos minutos finais, mas foi bem no conjunto. 

Talvez o River tenha gostado demais do jogo. Voltou do intervalo com expectativa de vitória. No primeiro gol, foi claro o vacilo no retorno do time para o setor defensivo após a falta mal cobrada.  Mas teve poder para reagir e diminuir a desvantagem. 

Foto: Érica Paz/River A.C.

Gol do Célio Codó... Que coisa, hein?

Não foi só o River que errou nos três gols. Foi o Botafogo que também fez por merecer. As atuações de Canela e Francis foram espetaculares. 

Justo o Francis, autor dos três gols do Botafogo, tomou o terceiro cartão amarelo e encabeça a lista de desfalques do Pantera para a final em Teresina. Além dele, o volante Rodrigo Thiesen passou de pendurado a suspenso. O meia Helton Luiz, o lateral Samuel Santos e o atacante Canela saíram machucados. Os dois primeiros devem preocupar mais o departamento médico do clube paulista. 

O título está em aberto. O River precisa se acertar, rever os erros da partida. O Botafogo terá de se reorganizar com os desfalques. 

Pelo clima nas ruas de Teresina, os ingressos da final vão acabar logo. 

E por tudo o que aconteceu em 2015, o River será campeão. Há algo sem verbete no dicionário, aquele clima no ar, aquela sensação de que não tem jeito. Pode o time jogar mal, o árbitro atrapalhar ou ajudar, mas não interessa. A sensação de que isso já está escrito ronda a minha mente faz tempo, mas a certeza vem desde as quartas-de-final, aquele 3 a 0 sobre o Lajeadense. Torcedor tricolor, se você tem a mesma intuição, reze para que estejamos certos.